Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

13/10/2017 às 19:41

A semana pela democratização da mídia

Escrito por: Redação
Fonte: Rede Brasil Atual

O Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC) realiza, entre os dias 15 e 21 de outubro, a Semana Nacional pela Democratização da Comunicação 2017, com debates, seminários e atividades em diversos estados, com destaque para as atuais ameaças à liberdade de expressão por todo o país.
 
"Dia 17 de outubro é o Dia Nacional pela Democratização da Comunicação. Todos os anos, o FNDC organiza uma semana em torno desta data para chamar a atenção para as várias agendas e lutas em torno desse assunto", diz a coordenadora-geral do FNDC, Renata Mielli, em entrevista à Rádio Brasil Atual.
 
Segundo ela, diferentemente dos outros anos, quando os debates giravam em torno de bandeiras propositivas, com foco na regulamentação da comunicação, nesta edição, as discussões se voltam para estratégias de resistência. "Não reconhecemos o governo instalado no Brasil", assinala a coordenadora do FNDC. Ouça a entrevista [aqui].
 
Na segunda-feira (16), em Brasília, um debate analisa os entraves da Lei de Acesso à Informação (LAI), que deveria ser política de Estado, mas sua aplicação ainda depende da disposição dos governos em questão. Na terça-feira (17), no Rio de Janeiro, os especialistas detalham os desafios da universalização da banda larga, no Brasil. 
 
Também na terça, o FNDC lança, em Salvador, relatório de um ano da campanha Calar Jamais! que denuncia casos de repressão a manifestantes, censura na mídia, na internet e nas artes, cerceamento e aumento da violência contra comunicadores e desmonte da comunicação pública, que sufocam a diversidade de ideias, opiniões e pensamento. 
 
“Em tempos de avanço do conservadorismo e de ruptura democrática no Brasil, a liberdade de expressão acaba se tornando um dos primeiros alvos de ataque. O objetivo dessa campanha, lançada há um ano e que segue muito atual, é alertar a sociedade sobre a gravidade do momento em que vivemos”, afirma Renata.
 
Em São Paulo, como parte da programação da Semana pela Democratização da Comunicação, o Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé realiza um ciclo de debates sobre o atual cenário de crise política, econômica e social e os seus impactos na comunicação, com programação na segunda (16), na quarta e na sexta-feira.
 
Confira a agenda do Barão de Itararé
 
16 de outubro - Crise política e o papel da mídia
 
• Inácio Carvalho, editor do Portal Vermelho
 
• Eleonora de Lucena, jornalista e ex-diretora-executiva da Folha de S. Paulo
 
• Rodrigo Vianna, jornalista e autor do blog Escrevinhador
 
18 de outubro - A imprensa e a badalada recuperação da economia
 
• Leda Paulani, professora da Faculdade de Economia e Administraçao da Universidade de São Paulo (USP) e ex-secretária Municipal de Planejamento da cidade de São Paulo
 
• Marilane Teixeira, economista, pesquisadora do CESIT/IE-Unicamp, assessora sindical e membro do Fórum Permanente em Defesa dos Direitos dos Trabalhadores Ameaçados pela Terceirização)
 
• Marcio Pochmann, professor da Universidade de Campinas (Unicamp), ex-presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e presidente da Fundação Perseu Abramo
 
20 de outubro - Os efeitos da midiática Operação Lava Jato
 
• Eugênio Aragão, ex-ministro da Justiça e subprocurador e procurador aposentado
 
• Paulo Moreira Leite, jornalista e autor de A Outra História da Lava-Jato 
 
• Valeska Zanin, advogada do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. 
 
Inscrições e mais informações aqui.