Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

15/03/2016 às 14:52

Ancine anuncia investimentos do FSA para cinema e TV

Escrito por: Fernando Lauterjung
Fonte: TELA VIVA News

A Ancine anunciou novos projetos contemplados em quatro chamadas públicas do Programa Brasil de Todas as Telas que têm sua operação na modalidade fluxo contínuo. A operação contempla quatro longas-metragens de ficção para as salas de cinema, uma série para TV e uma proposta de programação para a TV por assinatura. O investimento total chega a aproximadamente R$ 8,1 milhões, em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA).
 
Pela Chamada Pública Prodecine 03/2013, que disponibiliza recursos para a fase de comercialização da obra, foram selecionados os longas: "Prova de Coragem", de Roberto Gervitz, com produção da M. Schmiedt Produções (RS) e distribuição da Europa Filmes; "A Família Dionti", de Alan Minas, com produção da Caraminhola Produções Artísticas (RJ) e distribuição da Ludwig Maia ArtHouse Distribuidora de Filmes; e "Introdução à música do sangue", de Luiz Carlos Lacerda, com produção da Matine Filmes (RJ) e distribuição da Ludwig Maia ArtHouse Distribuidora de Filmes. Cada obra receberá investimentos de R$ 200 mil.
 
Ainda no âmbito da produção para o cinema, foi anunciado aporte de R$ 1 milhão para a complementação de recursos de produção do longa-metragem "Praça Paris", de Lucia Murat, por meio da chamada Prodecine 04/2013. O filme é uma produção da Taiga Filmes e Vídeo com distribuição da Reserva Nacional.
 
A operação inclui ainda o investimento de R$ 2,6 milhões na série de ficção "Feras", dirigida por Teodoro Poppovic com produção da Primo Filmes, com veiculação inicial prevista para o canal MTV. Contemplada pela chamada Prodav 01/2013, a série de comédia fala sobre as agruras e desventuras de um jovem adulto no complicado mundo dos relacionamentos do século XXI.
 
O Programa anunciou ainda investimento de R$ R$ 3,93 milhões na proposta de programação apresentada pela TVE, do Rio Grande do Sul, na Chamada Pública Prodav 02/2013. Esta linha possibilita que empresas programadoras de televisão solicitem recursos para obras audiovisuais de produção independente pré-selecionadas em processos realizados por elas próprias. As programadoras são as proponentes, mas os investimentos do Programa Brasil de Todas as Telas são contratados diretamente com as produtoras independentes, na modalidade participação em projeto.