Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

27/08/2013 às 19:12

Apesar de crescimento menor, TV paga deve estar em 70% das residências em 2018

Escrito por: Redação
Fonte: Tele Síntese

34 Encontro Tele.Sintese

O mercado de TV paga vive em momento de desaceleração do crescimento, após quase três anos de avanço vigoroso. A expectativa da Anatel é de que o setor cresça cerca de 10% em 2013, ante 27% em 2012. No entanto, a agência reguladora prevê que em 2018 o serviço de TV paga esteja presente em 70% das residências do país, cerca de 40 milhões de acessos, conforme explicou o presidente da agência reguladora, João Rezende, nesta terça-feira (27), durante palestra no

, em São Paulo. Em maio, o Brasil contabilizava 17 milhões de acessos de TV paga e 30% das residências. 

Apesar do crescimento menor do setor previsto para este ano - em 2012 a expansão em acessos foi de 27% - Rezende salientou que o avanço desse mercado está muito acima do registrado pela economia como um todo, que deve variar 2% positivamente este ano.

Mas, o presidente da Anatel salientou que as projeções atuais para penetração do serviço consideram uma expansão economica, de entre 4% e 5% ao ano, em média, acima do que a registrada no primeiro semestre de 2013. "Se mantivermos a inflação sob controle e crescimento da economia em torno de 5%, atigiremos essa meta", salientou. 

Presente no evento, José Félix, presidente da NET Serviços, empresa do grupo América Móvil, apontou que a projeção da companhia é de que o país deve observar uma penetração da TV por assinatura en torno de 70% apenas em 2021. O executivo, por sua vez, prevê um crescimento maior do que 10% este ano. "A NET, pelo manos, está acima disso", declarou. 

A receita operacional bruta de TV por assinatura no primeiro trimestre de 2013 foi de R$ 6,5 bilhões, alta de 4,5% em relação ao trimestre anterior e 15,7% na comparação ano a ano, segundo dados da ABTA. A expectativa é de que até o final do ano a receita do setor alcance R$ 28 bilhões, ante R$ 24 bilhões em 2012.