Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

10/02/2017 às 17:47

Bandido atirando em bandido. Guerra civil bate às portas da Globo

Escrito por: Miguel do Rosário
Fonte: O Cafezinho

Esse é o resultado do caos político e econômico promovido pela Globo, principal artífice do golpe.
 
A Globo daqui a pouco vai defender a convocação do exército dos Estados Unidos, para reprimir a convulsão social causada pela narrativa golpista que impôs ao Brasil.
 
Se a narrativa é de que todos os políticos são bandidos, então a população – sobretudo suas franjas marginalizadas – começa a absorver o entendimento de que não precisa seguir a lei.
 
No Espírito Santo, teve até candidata a vereadora do PSDB participando de saque a supermercado…
 
Juízes estão cassando mandatos, impedindo posse de ministros, prendendo gestores públicos sem provas.
 
A Lava Jato, por sua vez, quebrou empresas situadas no núcleo econômico-industrial do país, provocando um efeito sistêmico que ameaça tragar toda a economia nacional. O desemprego dobrou desde o início da operação.
 
O governo, por sua vez, está destruindo o mais rápido que pode o BNDES (que voltou a ser um banco usado apenas para financiar a venda de patrimônio público), a Caixa, o Banco do Brasil e a Petrobrás.
 
Estas são as consequências esperadas do golpe: convulsão social, massacres em presídios, desespero nas periferias, violência crescente, falência de empresas, estados e municípios.
 
A Globo, enquanto isso, ganha milhões do governo Temer para veicular propaganda partidária, a qual deveria inclusive ser proibida pelo judiciário. Mas o judiciário também aderiu ao golpe e agora, com a crise, entrou numa crise existencial profunda, e enlouqueceu.