Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

02/07/2015 às 14:44

Brasil é exemplo de governança da Internet, diz embaixador do NETmundial

Escrito por: Roberta Prescott
Fonte: Convergência Digital

Quando perguntando sobre o papel do Brasil na governança da Internet, Kleinwächter ressaltou o grande poder que o País tem no mundo da Internet

O professor Wolfgang Kleinwächter, embaixador Especial do projeto NETmundial Initiative, ressaltou a liderança do Brasil na condução de melhores práticas de governança da Internet. Em entrevista ao portal da Abranet, Kleinwächter lembrou como o discurso da presidenta Dilma Rousseff, na 68ª Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), chamou a atenção do presidente e CEO da ICANN, Fadi Chehadé, levando-o a agendar um encontro.
 
Desta reunião saiu o projeto da conferência NET Mundial, que reuniu líderes de diversos setores em São Paulo no ano passado. E deste encontro no Brasil surgiu a Iniciativa NETmundial (NMI, em inglês), uma plataforma constituída multissetorialmente com o objetivo de viabilizar a colaboração, a cooperação e a proposição de projetos e soluções para questões diversas relacionadas à governança da Internet. A NMI tem por base os princípios e roteiro elaborados a partir de 188 contribuições enviadas por representantes voluntários de 46 países no NETmundial, realizado em abril de 2014.
 
Quando perguntando sobre o papel do Brasil na governança da Internet, Kleinwächter ressaltou o grande poder que o País tem no mundo da Internet. “A maneira como vocês desenvolveram a Internet no Brasil com o Comitê Gestor da Internet (CGI) e o Marco Civil da Internet são exemplos para o resto do mundo. Na Alemanha, estudamos este modelo para implementá-lo.”
 
O protagonismo do Brasil foi também observado na reunião inaugural do Conselho de Coordenação da Iniciativa NETmundial, realizado nesta terça-feira, 30/06, em São Paulo. O encontro foi organizado e teve a infraestrutura custeada pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) —cada delegação custeou a ida para a reunião. Desde o seu lançamento, em novembro do ano passado, a NMI recebeu críticas pontuais ponderando que a iniciativa havia se afastado da ideia que norteou a conferência do ano passado. A respeito deste assunto, Hartmut Glaser, secretário-executivo do CGI.br, refutou as acusações. “Não é verdade. Existe uma preocupação enorme em transformar o NETMundil em algo grande”, afirmou.