Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

28/05/2014 às 13:33

Celular se transforma em aparelho auditivo

Escrito por: Redação
Fonte: ABINEE

Celular se transforma em aparelho auditivo

Correio Braziliense - 28/5/2014

Um grupo de estudantes de engenharia de Jujuy, na Argentina, criou o aplicativo uSound, capaz de transformar o celular em um poderoso aparelho auditivo. Segundo um dos criadores da inovação, Ezequiel Escobar, 28 anos, o objetivo é ajudar pessoas com problemas de audição sem recursos para obter um equipamento adequado.

A invenção tomou forma na Universidade Católica de Santiago del Estero, câmpus de San Salvador de Jujuy. O projeto custou apenas US$ 30 por ano e rendeu ao grupo a participação na competição internacional Cup da Microsoft. A inspiração foi um colega da turma que acabou abandonando o curso porque não ouvia bem o que os professores diziam. "Com o uSound, a pessoa pode colocar o celular na mesa do professor e, não importa a que distância esteja, usando fones bluetooth, ouvir perfeitamente", explica Escobar.

Atualmente, é possível baixar o programa no sistema Android, na loja da Google Store, e testá-lo gratuitamente por 30 dias. Depois, caso queira continuar com o serviço, a pessoa pode optar por um plano de US$ 30 anuais ou US$ 2,5 por mês. Segundo Escobar, durante o período de testes, houve mais de 3 mil downloads feitos da Argentina, do Brasil, da Espanha e dos Estados Unidos, entre outros países. O aplicativo também oferece a possibilidade de realizar, preventivamente, um teste de audiometria pelo celular. O grupo de estudantes já montou escritórios em Jujuy, capital da província homônima do estado do norte da Argentina, e em Santiago, no Chile. Além disso, os empreendedores esperam levar o serviço, no começo de 2015, à Europa e aos Estados Unidos.

Especialistas da organização sem fins lucrativos MAH (Mutualidad Argentina de Hipoacúsicos) comemoraram o lançamento do aplicativo, mas advertiram para a necessidade de que os pacientes tenham acompanhamento e controle médico para evitar mais danos à audição. "Ainda não testamos o aplicativo, mas deve-se levar em conta que o uso de próteses auditivas deve ser prescrito por um otorrinolaringologista", disse, à agência France-Presse, Horacio Cristiani, diretor geral da instituição. O especialista considera que o aplicativo pode ajudar as pessoas a aproximar os usuários da tecnologia da amplificação a um custo reduzido, sem que se sintam complexados pelo uso de uma prótese.

- 28/5/2014