Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

02/10/2014 às 14:22

Convergência das mídias é destaque no segundo dia de Fórum Transmídia

Escrito por: Redação
Fonte: Adnews

Na última terça-feira (30), segundo dia do Transmídia Play - III Fórum Transmídia, iniciativa do Grupo Era Transmídia organizado pela Corazonada Brand Storytelling e Esconderijo das Crianças Inovação e Sistemas, o tema Live (eventos, jornalismo, esporte, música e cultura popular) pautou as palestras e debates.

A afirmação "Todo Mundo pode ser Mídia", na apresentação de Raissa Galeao, representante do Mídia Ninja, dá a dimensão e abrangência das novas formas de comunicação do mundo contemporâneo. O "cidadão multimídia", diz a Raissa, é um produtor e consumidor de conteúdos, mídias e dispositivos, o tempo todo, in real time.

Raissa contou como o Mídia Ninja, um coletivo dedicado a divulgar temas que normalmente não são focados pela mídia tradicional, fez a cobertura das manifestações de maio do ano passado que mobilizou todo o País, pelo não aumento das tarifas de ônibus. "Chegamos a ter 200 mil likes durante nossa cobertura. Foi uma experiência única de compartilhamento e de como as pessoas podem se reunir em torno de uma causa mobilizadora como essa".

No debate Mobilidade Transmídia, além do Mídia Ninja, estiveram presentes o idealizador do site Vá de Bike, William Cruz, que contou sua trajetória de sucesso em torno de uma paixão de adolescência, a bike, e que agora é seu foco profissional. O site registra altos índices de visitantes e promove mobilização sobre Ciclo Ativismo em todo o país.

Mobilidade urbana, foco dos trabalhos desenvolvidos pelo Lab de Mobilidade da SPtrans/Poli, foi o tema da apresentação de Daniela Swietek, representante do laboratório de estudos de mobilidade urbana da secretaria municipal dos Transportes de São Paulo. Segundo Daniela, a preocupação da secretaria é propor projetos e realizar ações que tornem a vida dos cidadãos mais fluída e com mais bem estar. "Estamos propondo ações desde a melhoria das rotas de ônibus até semáforos inteligentes, além de pensar na qualidade de mobilidade do pedestre, ciclista etc", afirma.

Vídeos, instalações e projetos de pesquisa em conteúdo audiovisual digital interativo, multitela, multiplataforma e imersivos desenvolvidos por Almir Almas, professor doutor do curso do departamento de TV e Cinema da ECA/USP, foram apresentados no debate Transmídia Live. "Estamos diante de novas formas de produzir, gerar, compartilhar e interagir com a comunicação. Entendo que a TV Digital é uma parte do mundo cibernético e os conteúdos disseminados pela segunda tela, Twitter, Facebook, mídias interativas e mobiles fazem parte da televisão digital, tudo se resume em como trabalhar com conteúdo que se transforma em zero e 1 (conceito do digital)", analisa.

Gabriela Mafort, cofundadora da Tuddo Digital, falou sobre como o jornalismo e os profissionais que atuam nessa área estão tendo que se adequar às alterações comunicacionais nesses tempos de voyeurismo coletivo. "Há 16 formas de consumir notícias: ler, assistir, ver, escutar, chegar, petiscar, escanear, monitorar, procurar, clicar, linkar, compartilhar, apreciar, recomendar, comentar, votar", ressalta Gabriela. "É preciso criar formas para interagir com as notícias de todas essas maneiras".

Na palestra "A convergência da mídia e tecnologia", Toninho Rosa, fundador do Adnews, abordou as grandes mudanças que as mídias tradicionais enfrentaram depois da internet, e principalmente com o crescimento exponencial das mídias sociais. E ressaltou o grande consumo de conteúdo pelos usuários brasileiros, cenário promissor e que amplia o potencial do mercado a ser explorado pelos profissionais da área no país. "Nós somos o segundo maior país em consumo e diversidade de mídia no mundo", disse Rosa. O executivo citou os livros "A Estrada do Futuro", de Bill Gates, e "A Terceira Onda", de Alvin Toffler, como fundamentais para entender as grandes transformações da sociedade mundial nas últimas décadas. 

Redação Adnews