Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

23/06/2015 às 12:36

Curta é censurado em projeto educativo

Escrito por: Spin Ggnauta
Fonte: iBahia

O filme mostra a história de um garoto cego que se descobre apaixonado por um menino novato da escola

Um curta-metragem com temática homossexual foi proibido em um programa educativo do estado do Acre, depois de causar polêmica nas escolas. Escolhido melhor filme pelo júri e pelo público do Festival de Paulínia em 2010, o curta de Daniel Ribeiro fazia parte do Cine Educação, programa que busca trazer a arte para a sala de aula.
 
O filme mostra a história de um garoto cego que se descobre apaixonado por um novato da escola. O curta foi exibido em um colégio em Rio Branco, capital do Acre, e acabou chegando ao conhecimento de líderes religiosos da região, que segundo o diretor e a produtora Diana Almeida pressionaram políticos do estado para cancelar o programa Cine Educação, realizado em vários estados através de parcerias com secretarias e com a Cinemateca Brasileira.
 
“De forma arbitrária, em uma república federativa cuja Constituição atesta um Estado laico, a sociedade está sendo privada de promover debates. Como pretendemos que adolescentes consigam respeitar a diversidade e formem-se cidadãos lúcidos, pensantes e ativos se informação, arte e cultura (sem qualquer caráter doutrinário) lhes são negadas?”, questionam o diretor e a produtora, em nota divulgada pelo "Cineclick".
 
Nota do Spin Ggnauta:
 
Ao postar isso gostaria que as pessoas soubessem que achei este artigo ao buscar no Google motivado por uma revelação de sonho,....,..ah melhor deixar prá lá, há quem possa confundir as coisas e não ver isso não como uma realidade e sim como incentivo à homoafetividade.,...outros podem ver  este relato não como fato e sim como fantasia.,..,.a mãe me pediu que eu ouvisse-me o seu filho,  menino de 4 anos que, após enveredarmos por assuntos corriqueiros, chorando, revelou estar apaixonado pelo amiguinho de sala de aula, de nome Ivete. Ao ouvir da boca de uma criança (que mal havia aprendido a falar) que estaria apaixonado e ainda mais daquele jeito,  levei um choque. Até torci para que Ivete fosse uma menina mas não era. A mãe, ao ouvir aquilo, assim como eu ficou ficou muito desapontada,  abraçou o filho e chorando disse para ele: "Não era isso o que eu queria." O pai ignorou o assunto, não quis saber, tava interessado noutras coisas, usava uma blusa do Goiás Futebol Clube e nem quis ser interrompido.
 
Ah, mudando um pouco o foco, segue link para um post contendo boas dicas para vc otimizar sua pesquisa no Google
 
http://www.jornalggn.com.br/noticia/otimizacao-de-pesquisas-no-google