Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

14/12/2017 às 18:39

Dono da RedeTV! detona BV da Globo

Escrito por: Altamiro Borges
Fonte: Blog do Miro

Com a queda das audiências e a fuga dos anunciantes, os donos das emissoras de televisão estão em pânico. Demissões em massa, arrocho salarial, precarização do trabalho e extinção de programas infernizam a vida dos profissionais do setor. Neste cenário de crise estrutural e prolongada, a briga pelos espaços no mercado também ganha contornos inusitados. Os barões da mídia já não se entendem. Estão unidos na pauta política e econômica, como demonstra a defesa intransigente das contrarreformas trabalhista e previdência, mas se estranham cada vez mais na concorrência comercial. Prova disto foi dada nesta semana por um dos donos da falida RedeTV!, que detonou o império do setor, a TV Globo, conforme nota postada por Keila Jimenez nesta terça-feira (12). 
 
Dono da Rede TV! bate forte na Globo em evento com empresários e políticos
 
Nem a presença de empresários, muito menos a de políticos e anunciantes inibiram um discurso inflamado do vice-presidente e um proprietários da Rede TV!, Marcelo Carvalho na noite de ontem (11), durante abertura da cerimônia do '7º Prêmio Líderes do Brasil'. O evento aconteceu no Palácio dos Bandeirantes, sede oficial do governo estadual de São Paulo. O VP da emissora foi um dos convidados a discursarem na ocasião, e pegou pesado com relação ao modelo de negócio envolvendo anunciantes e a Globo.
 
Durante discurso, Marcelo falou sobre o atual modelo de propaganda praticado no Brasil e criticou duramente o chamado BV, a bonificação por volume. A bonificação por volume ou BV é o pagamento de um bônus às agências, proporcional ao investimento realizado por seus clientes na compra de mídia. Ou seja, a agência de propaganda recebe 20% de comissão sobre a verba de seu cliente destinada a veiculações de publicidade.
 
"Empresário aqui presentes, provoquem suas agências e seus departamentos de marketing para que mudem uma colocação nefasta que existe no mercado de comunicação, no mercado de mídia do Brasil, porque não é possível uma empresa de comunicação que hoje tem um pouco mais de 30% da audiência, receber 80% do total do dinheiro do mercado publicitário", disse ele. "Fazendo isso nós teremos, e eu não falo em benefício da minha empresa, não, eu falo isso em benefício dos jornais, revistas, internet, rádios e dos veículos locais, uma mídia mais forte e mais independente. E quanto mais independente for a mídia, menos estaremos sujeitos ao facciosismo. Se nós tivermos uma mídia adulta, responsável e absolutamente isenta, estaremos construindo o Brasil que nós queremos para os nossos filhos e para as gerações que seguirão", completou.
 
Ainda durante o pronunciamento, o apresentador/empresário demonstrou otimismo para 2018, ressaltando sobre a importância de uma aliança empresarial para aprovação de medidas importantes. "É preciso uma união absolutamente suprapartidária. Não é o momento de divisões, não é o momento de fisiologismos, é o momento para pensarmos no Brasil", completou.
 
Organizado pelo LIDE (Grupo de Líderes Empresariais), o evento reuniu empresários e políticos o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o prefeito de São Paulo João Doria, o governador de São Paulo Geraldo Alckmin, o ministro da Fazenda Henrique Meirelles e o ministro da Justiça Torquato Jardim.
 
Os donos da RedeTV! são conhecidos picaretas do mundo empresarial. São mais sujo do que pau de galinheiro. Os escravos da emissora conhecem bem seus métodos. Eles adoram esnobar a sua fortuna, mas vivem sacaneando os trabalhadores. Apesar desta ressalva, o que Marcelo Carvalho falou no convescote organizado pela Lide – empresa do “prefake” João Doria – é justo. Através do BV – uma típica propina paga no mercado publicitário –, a Rede Globo asfixia os concorrentes. Os números expostos por ele podem até estar imprecisos, mas estão bem próximos da realidade. “Não é possível uma empresa de comunicação, que hoje tem um pouco mais de 30% da audiência, receber 80% do total do dinheiro do mercado publicitário”. A choradeira, porém, não deve dar em nada. O império global segue mandando no Brasil!