Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

14/07/2016 às 16:28

Estudo mostra o poder da internet em gerar conflitos e separações na família

Escrito por: Redação
Fonte: Comunique-se

A maneira como lidamos com a internet e dispositivos online dentro de casa tem grande impacto sobre nossas relações familiares. A conclusão é do estudo realizado em sete países pela empresa de cibersegurança Kaspersky Lab, que mostra como o mundo digital também pode causar tensões. Um quinto dos pais e crianças participantes da pesquisa afirmam que conflitos e separações podem ser causadas por condutas na web. 
 
O levantamento foi realizado com mais de 3.700 famílias, que revelaram exemplos de situações que podem gerar desavença. Cerca de um quarto dos pais entrevistados (23%) afirmou que seus filhos preferem ficar online do que conversar com eles. Quase metade dos pais (42%) também não tem amizade com seus filhos em redes sociais, e um quinto (18%) diz que o motivo para isso é que seus filhos ficariam constrangidos. 
 
Outro indicativo preocupante é que um em cada três pais (31%) acredita que a internet os isola de seus filhos. O conflito pode ser agravado pelo fato de que os dispositivos usados para acessar a internet muitas vezes são compartilhados, visto que dois terços das famílias disseram compartilhar um computador com a família. Como resultado, 31% dos pais reclamam que suas crianças quebraram algo em um dispositivo conectado ou o infectaram com vírus enquanto estavam on-line (30%), e 24% já precisaram pagar por algo que seus filhos compraram ou baixaram. 
 
Da mesma forma, 13% das crianças acusam seus pais de danificar um dispositivo e 16% reclama que os pais apagaram seus dados acidentalmente. Para o chefe de negócios ao consumidor da Kaspersky Lab, Andrei Mochola, é natural que o uso correto, e o incorreto, de dispositivos conectados podem se tornar fonte de conflito nas famílias. “É importante que as famílias mantenham um diálogo contínuo sobre como reconhecer e responder a possíveis perigos, e que pais e filhos juntos aceitem regras básicas de como navegar no mundo digital. Também é importante levar a proteção a sério”.