Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

06/08/2015 às 16:10

EUA controlam 90% das comunicações e vigiam informações há quase meio século, diz jornalista

Escrito por: Opera Mundi
Fonte: Brasil de Fato

Sistema Echelon foi criado para espionar comunicações via satélite da União Soviética e se concentrava nos sinais eletrônicos de potências ocidentais.

Desde 1966, meios de comunicações como transmissões por satélite ou telegrafia são espionadas pelos Estados Unidos. O programa segue ativo e funciona ainda hoje, tendo o controle de 90% das comunicações a nível mundial através de 120 estações fixas e satélites geoestacionários. É o que revela o jornalista Duncan Campbell no site The Intercept.
 
Em seu artigo, o jornalista britânico conta a história do sistema de vigilância, também conhecido como Projeto P415 e expõe elementos filtrados pelo ex-contratista da NSA Edward Snowden, refugiado atualmente na Rússia.
 
Os documentos confirmam que o mecanismo foi criado na década de 1960, logo após o início da operação de satélites de comunicação na órbita terrestre. A rede, batizada de Frosting, tinha dois programas principais: o Transient, destinado às comunicações via satélite da União Soviética, e o Echelon, que se concentrava nos sinais eletrônicos de potências ocidentais.
 
Assim, Echelon foi, por anos, um serviço de espionagem por meio do qual eram interceptadas transmissões por satélite ou telegrafia com a comunicação de milhões de pessoas. O programa utilizava sistemas avançados para buscar palavras chaves e frases que pudesse ter informação relevante.
 
Campbell relata que conheceu Echelon durante uma viagem que fez em 1988 aos Estados Unidos, quando foi informado sobre o sistema de vigilância operado em conjunto por serviços de inteligência britânicos e norte-americanos.
 
Com o tempo, ambos os programas foram fundidos no Fornsat. De acordo com Campbell, “desde o começo de minhas investigações [as redes de vigilância] revelaram um alcance inimaginável da vigilância governamental, convivência e encobrimento pelos governos britânicos e norte-americano. A NSA e seus sócios a fizeram para que tudo o que comunicamos pudesse ser potencialmente analisado”.
 
O Echelon ainda está ativo e funciona tendo controle de 90% das comunicações em todo o mundo, como revelou Snowden anteriormente.