Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

06/03/2006 às 08:40

Exuberância musical

Escrito por: Redação
Fonte: Correio Braziliense

Pode não ser novidade, mas é no mínimo instigante a idéia de reunir num mesmo projeto consagradas cantoras populares e eruditas. Principalmente quando elas revelam a inexistência de fronteiras entre os dois segmentos. Isso vai ocorrer em Divas, a série que será desenvolvida durante este mês - àsterças-feiras -, no teatro do Centro Cultural Banco do Brasil. Em quatro espetáculos, as vozes das cantoras populares Ná Ozzetti, Tetê Espíndola, Maria Alcina e Vânia Bastos estarão a serviço de repertório erudito, enquanto as cantoras líricas Céline Imbert, Adélia Issa, Regina Elena Mesquita e Magda Painno exibem talento ao interpretar canções populares. 'A proposta de Divas é expressar a riqueza dos dois universos musicais, promovendo a convivência das linguagens', diz Fábio Caramuru, diretor geral do projeto. Segundo ele, o título Divas é plenamente justificável. 'Todasas cantoras escaladas têm muita personalidade, carisma e são expoentes em seus respectivos universos. Juntas, vão proporcionar ao público momentos de rara beleza musical, ao interpretarem repertório no qual foram incluídas peças e canções nacionais e internacionais.'

Embora comformação e timbres diversos, Ná Ozzetti e Céline Imbert, que abrem o projeto amanhã, com apresentações às 13h e às 21h, exibem afinidades em quesitos como sensibilidade, temperamento e forte tendência romântica, além de exuberante musicalidade. Acompanhadas pelo pianista André Mehmari,as duas divas vão passear por vários estilos musicais num programa bastante atraente. As duas juntam as vozes em vários momentos do show - inicialmente, na Suíte Manuel Falla. 'Faremos três das cinco canções da suíte do compositor espanhol, Nana, Asturiana e Canción', anuncia Ná. A cantorapaulista é só elogios ao se referir à companheira de palco. 'A Céline é maravilhosa. Para mim é uma honra voltar à trabalhar com ela. Antes havíamos gravado um álbum, acompanhadas pela Orquestra Jazz Sinfônico, de São Paulo, em que interpretamos canções de Tom Jobim, com arranjos do maestro Léo Pereachi.'

Desse disco elas escolheram Gabriela, que se juntará às também populares Pérolas aos poucos (José Miguel Wisnik e Paulo Neves) e Luar do sertão (Catulo da Paixão Cearense). Sozinha, Ná volta ao repertório do belíssimo CD Piano e voz (feito com Mehmari), que resultou em show, ao término do qual foram aplaudidos de pé, quando se apresentaram, no final do ano passado, na Sala Martins Pena, aqui em Brasília. 'Com o André, farei, entre outras, Luz negra (Nelson Cavaquinho e Amâncio Cardoso), Fé cega, faca amolada (Milton Nascimento e Ronaldo Bastos)e Hello, goodbye (John Lennon e Paul McCartney)', adianta. Um dos maiores nomes do canto lírico brasileiro, a soprano Céline Imbert é detentora de importantes prêmios na área da música erudita, como o Carlos Gomes e o da Associação Paulista de Críticos de Arte. Participante ativa da montagem de óperas em várias capitais brasileiras (inclusive Brasília), curiosamente iniciou a carreira artística, em 1983, como cantora popular. 'Em 2004 gravei Sem mais saudade, CD em que interpreto canções de Vinicius de Moraes e seus parceiros. Portanto, não sou uma estranha nesse universo. Vaiser um grande prazer voltar a dividir o palco com Ná Ozzetti, uma das mais belas vozes da MPB', comenta. 'Na escolha do repertório que faremos juntas, escolhemos músicas que combinassem com a gente, mas que também trouxessem harmonização ao show', explicou. No ano passado, Céline esteve em Manaus. Ali, no Teatro Amazonas, participou da montagem de quatro óperas, 'que focalizou toda a teatrologia de Richard Wagner', no 9º Festival Amazonas de Ópera. 'Em abril voltarei a Manaus para a 10ª edição do festival, com a ópera Fosca, de Carlos Gomes', emenda. No espetáculo da série Divas, sozinha ela cantará Noel (Gabriel Fauré), Ah! Mio cor (Handel) e Adoração (Camargo Guarnieri e Suzana de Campos), entre outras. DIVAS Espetáculo com as cantoras Ná Ozzetti e Céline Imbert, acompanhadas pelo pianista André Mehmari, amanhã, às 13h e 21h, no Teatro do Centro Cultural Banco do Brasil (Setor de Clubes Sul). Ingressos: R$ 15 e R$ 7,50 (meia). Informações: 3310-7087.