Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

01/03/2016 às 15:48

FAC destinará R$ 22,7 milhões a projetos audiovisuais

Escrito por: Raquel Martins Ribeiro
Fonte: Jornal de Brasília

Enquanto o governo local financiará R$ 12.725,00 milhões, R$ 9.990,00 ficarão a cargo da Ancine

Artistas, produtores culturais e representantes do setor audiovisual do DF se reuniram, ontem, para o lançamento do Edital 2/2015 do Fundo de Apoio à Cultura voltado para projetos de audiovisual. A previsão é que o valor total do investimento chegue a R$ 22.715,00 milhões.
 
Os recursos serão pagos em parceria. Enquanto o governo local financiará R$ 12.725,00 milhões, R$ 9.990,00 ficarão a cargo da Ancine. Segundo o secretário de Cultura do Distrito Federal, Guilherme Reis, a Secretaria preferiu esperar até que a parceria com a agência, se confirmasse. “Com esse apoio, Brasília tem o maior edital de audiovisual do País”.
 
Guilherme adianta que o resultado sairá por volta dos mês de junho, e a expectativa é que se faça o pagamento dos 72 projetos contemplados até o mês de outubro de 2016. “Os meses de lançamento, resultado e pagamento sempre foram realizados de maneira aleatória. O nosso objetivo é padronizar esse calendário para que os artistas e produtores possam se organizar”, considerou.
 
De acordo com o secretário, a ideia é lançar o Edital 1/2016 do Fundo de Apoio à Cultura voltado para projetos de audiovisual ainda no início do segundo semestre e, assim, não atrasar mais o anúncio de um ano para o outro. “Cinema não se faz sozinho, mexe com toda a cadeia produtiva. É muito importante que a gente tenha periodicidade, uma frequência e que isso não seja interrompido. E é o que a gente está tentando fazer”, concluiu.
 
“A cultura tem sido uma das prioridades do meu governo”, declarou o governador Rodrigo Rollemberg, que aproveitou a presença do ministro da Cultura, Juca Ferreira, para pedir o apoio do governo federal na busca de alternativas para a revitalização do Teatro Nacional Claudio Santoro.
 
Inscrições vão até dia 15
 
Construído por meio de consultas públicas, o texto será publicado no Diário Oficial do Distrito Federal hoje e abre o processo seletivo que vai até as 23h59 de 15 de abril.
 
Interessados precisam entrar no site do FAC e preencher o formulário de inscrição da proposta, que deve apresentar plano de trabalho, planilha orçamentária, plano de divulgação e cronograma de execução, entre outros documentos relacionados.
 
Os projetos podem ser inscritos para produção, complementação, comercialização ou distribuição de longas-metragens, curtas-metragens, obras seriadas e animações.
 
O benefício também prevê o financiamento de mostras e festivais, publicações especializadas, pesquisas culturais, preservação de acervo e desenvolvimento do cineclubismo. O texto é o segundo da história do FAC exclusivo para produções do tipo – o primeiro foi no ano de 2014.