Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

20/01/2015 às 13:22

Festivais internacionais de cinema têm inscrições abertas

Escrito por: Redação
Fonte: Ministério da Cultura

Cineastas contam com diversos tipos de apoio e incentivos para seus projetos neste mês. O Tribeca Film Institute, nos Estados Unidos, o 69º Festival de Cinema de Edimburgo, na Escócia, o 5º Festival Internacional de Cinema Independente de Cosquín, na Argentina e o 62 Festival de Cinema de Sydney, na Austrália, estão com inscrições abertas. 

O Tribeca Film Institute recebe inscrições, de forma gratuita, para solicitações de apoio pelo Fundo TFI América Latina Media Arts até 5 de fevereiro. Além de orientação profissional, o fundo oferece auxílio financeiro de U$S 10 mil para animações ou filmes híbridos de longa-metragem, de cineastas da América do Sul, Central, Caribe e México.

Podem ser inscritas obras em estágio avançado de desenvolvimento, produção ou pós-produção. Os filmes devem ser inéditos em TV, cinema, internet ou exibições públicas e não devem ter ainda distribuição assegurada.

Já os candidatos ao 5º Festival Internacional de Cinema Independente de Cosquín, que ocorre na Argentina em maio, podem se inscrever até 2 de fevereiro. Um dos objetivos da mostra é ser uma via de difusão para o cinema independente, mostrando aos espectadores novas propostas de cinema e audiovisual.

Podem ser inscritas produções concluídas entre janeiro de 2013 e fevereiro de 2015, legendadas em espanhol. Brasileiros podem competir na categoria de longa-metragem, com mais de 60 minutos, e curta-metragem, com menos de 25 minutos. São aceitos filmes de ficção e documentário. 

Além de prêmios para melhor longa-metragem, melhor curta-metragem e melhor obra nacional (categoria exclusiva para produções argentinas), serão concedidas menções especiais em cada categoria. As inscrições podem ser realizadas online, pela plataforma MoviBeta ou por via postal, com envio de DVD e dos dados completos da obra.

Incentivo

Na Escócia, a 69ª edição do Festival Internacional de Cinema de Edimburgo, que ocorre entre 17 e 28 de junho, visa a novas ideias no cinema de todo o mundo. Interessados podem se candidatar até 11 de fevereiro, por meio postal. Filmes brasileiros concorrerm a melhor filme estrangeiro e melhor documentário de longa metragem, com prêmios de 10 mil libras cada, além da competição de melhor curta-metragem.

Podem ser inscritos no festival apenas filmes inéditos no Reino Unido, que não estejam disponíveis na internet e nem tenham cópias à venda em DVD, Blu-Ray ou VHS. Serão aceitas apenas produções concluídas a partir de junho de 2014. 

Os valores da inscrição diferem para curtas (30 minutos ou menos) e longas (acima de 30 minutos de duração): até o dia 21 de janeiro, a taxa para curtas é de 30 libras esterlinas e, para longas, 85 libras; a partir do dia 22 e até 11 de fevereiro, as taxas passam a ser de 35 para curtas e 95 para longas.

O Programa de produção e teledifusão de documentários latino-americanos, DOCTV Latinoamérica, rede que integra 17 países, com sede em Bogotá (Colômbia), abrirá convocatória neste primeiro semestre do ano. 

Em sua 5ª edição, a convocatória busca explorar, por meio de documentários, diferentes olhares sobre a felicidade e suas diversas formas de senti-la, vive-la e expressá-la na América Latina. O concurso vai premiar por país, com U$70 mil (setenta mil dólares), documentário inédito de 52 minutos de duração sobre o tema felicidade. Os documentários vencedores serão exibidos simultaneamente nos países participantes. 

O concurso é direcionado aos realizadores de países membros da RED DOCTV: Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Guatemala, Equador, México, Nicarágua, Panamá, Peru, Porto Rico, República Dominicana, Uruguai, Paraguai e Venezuela.

Já na Autrália, estão abertas as inscrições, até 27 de fevereiro para o 62º Festival de Cinema de Sydney. O evento, que ocorrerá entre 3 e 14 de junho, busca inspirar, desafiar e entreter seu público diverso. Além das exibições de filmes, o Festival de Sydney realiza eventos paralelos, como exibições de arte, performances, palestras e debates.

Serão aceitos documentários, ficções, animações e filmes híbridos, desde que sejam inéditos na região, contenham legendas em inglês e tenham sido finalizados a partir de fevereiro de 2014. As taxas de inscrição custam 37 dólares australianos para curtas-metragens e 77 para longas.