Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

08/12/2013 às 21:02

França destinou 600 milhões de euros ao cinema em 2012, ano que produziu 279 filmes

Escrito por: Redação
Fonte: Estadão

Tribunal de Contas considera que dispositivo dispara custos e não oferece os rendimentos esperados; bilheteria caiu em 2013

A França destinou 1,6 milhão de euros a ajudas ao setor audivisual em 2012, dos quais 600 milhões foram apenas para o cinema, informa avaliação do Tribunal de Contas divulgado pelo Le Journal du Dimanche.

Segundo o comunicado, o ógrão critica um dispositivo que dispara custos e não oferece os rendimentos esperados, além de considerar que o mecanismo de financiamento do setor audiovisual dá sinais de esgotamento. "Apesar dos sucessos de que se pode orgulhar, o cinema francês sofre insuficiências que o debilitam diante de uma nova situação e o fazem cada vez menos compatível com a redução de fundos públicos", reforça o texto.

A maior parte do dinheiro destinado procede de obrigações regulares que têm as redes de televisão para dedicar uma parte de sua renda à produção audivisual, algo que gira em torno de 940 milhões de euros. Deste total, o Tribunal de Contas calcula que quase metade (447 milhões) seja proveniente de impostos e, portanto, constitui uma ajuda pública. "O princípio de cada vez gastar mais não é compatível com o estado de nossas finanças públicas", diz.

O Tribunal reconhece que, graças ao repasse de 600 milhões de euros, foram feitos 279 filmes na França no ano passado. A entidade constata ainda que, dos 500 a 600 filmes exibidos a cada ano na França, 50% concentram o total de ingressos. Em 2012, os dez campeões de bilheteria tiveram o melhor comportamento comercial e superaram um terço dos espectadores.

Este ano, o Centro Nacional de Cinema francês calcula que o número de ingressos vendidos cairá para cerca de 195 milhões.