Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

12/05/2016 às 14:34

Imprensa internacional repercute o afastamento da presidente Dilma Rousseff

Escrito por: Redação
Fonte: Portal Imprensa

O afastamento da presidente Dilma Rousseff, aprovado pelo senado na manhã desta quinta-feira (12/5), ganhou destaque na imprensa internacional e foi noticiado pelos jornais por meio de alertas de "urgente". 
 
O britânico The Guardian acompanhou a decisão do Senado em tempo real e destacou as principais frases da madrugada. A publicação afirmou ainda que que o Brasil se tornaria "a maior república de bananas do planeta" caso o impeachment fosse aceito.
 
Já o francês Le Monde disse que o país deu salto "no desconhecido" com a abertura do processo de impeachment no Senado, aprovada no início da manhã em Brasília. "A presidente deverá deixar o Planalto, sede da presidência, ladeada por seu mentor, Luiz Inácio Lula da Silva, presidente entre 2003 e 2010".
 
Em Roma, o jornal La Repubblica deu destaque para a admissão do processo de impeachment, afirmando que, em caso de destituição, o Brasil não iria para eleições antecipadas e lembrou o susposto envolvimento do senador Aécio Neves, do PSDB, em escândalos de corrupção.
 
O El País, da Espanha, qualificou a sessão plenária como "histórica e extenuante", que por "uma maioria simples de senadores brasileiros" o Senado "deu luz verde ao processo de destituição". "A dirigente do Partido dos Trabalhadores sairá hoje mesmo pela porta principal do Palácio do Planalto, sede presidencial, em um gesto explícito que quer dizer que acata, mas não aprova a decisão".
 
A CNN ressaltou que a primeira mulher a ser eleita presidente no Brasil foi alvo de uma batalha política pelo seu impeachment. Observou também que o Brasil registrou manifestações a favor e contra o afastamento da presidente.