Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

24/10/2016 às 17:38

Internet das Coisas e Banda Larga são pautas do Brasil na UIT

Escrito por: Luís Osvaldo Grossmann
Fonte: Convergência Digital

O Brasil quer que a União Internacional de Telecomunicações recomende indicadores para medir a satisfação dos consumidores com a qualidade dos serviços de telecom em geral – e banda larga em particular. É o principal item da agenda que a delegação nacional, liderada pela Anatel, leva à assembleia mundial de normatização, que começa nesta terça, 25/10, na Tunísia. 
 
Pela proposta brasileira, deve ser criado um grupo na UIT para: 
 
1) elaborar recomendações aos reguladores em estratégias para monitorar e implantar a qualidade de serviço e a qualidade de experiência dos serviços de telecomunicações;
 
2) estudar os cenários de avaliação da qualidade de serviço e qualidade de experiência, estratégias de medição e ferramentas de testes a serem adotadas por reguladores e prestadoras;
 
3) prover referências aos reguladores sobre indicadores-chave de satisfação mínima e indicadores chave de qualidade para avaliar a qualidade de serviços de telecomunicações, incluindo serviços de banda larga de acesso a internet;
 
4) implementar estratégias para aumentar a participação dos países em desenvolvimento e desenvolvidos de todas as regiões no debate internacional sobre melhoria da qualidade de serviços e na comparação de resultados nacionais e internacionais.
 
É, no entanto, apenas uma das oito propostas que o Brasil leva à reunião. O país mantém a pressão sobre o tema do preço do roaming internacional, e também quer discutir o combate a roubo e falsificação de aparelhos, o apoio a testes de conformidade em países em desenvolvimento, além de temas internos da UIT (como o mandato de presidentes de grupos, etc). 
 
Como parte da região das Américas da UIT, o Brasil também apoia propostas do grupo. Entre elas, uma trata de a organização dar maior “ênfase no desenho de um planejamento e regulamentos técnicos harmonizados e coordenados para o desenvolvimento da internet das coisas”. 
 
O Brasil indicou quatro candidatos para os cargos de vice-presidentes de grupos de estudos da UIT-T que serão eleitos durante a assembleia global de normatização, nos temas de Aspectos Econômicos e Regulatórios; Conformidade e Interoperabilidade e de Qualidade, e em Interatividade em TV Digital. A reunião vai até 3 de novembro. 
 
* Com informações da Anatel