Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

16/06/2015 às 15:42

Internet.org começa a funcionar em área rural da África do Sul

Escrito por: Rafael Bucco
Fonte: Tele.síntese

ONG local se responsabiliza pela infraestrutura WiFi, enquanto Facebook define conteúdo entregue

A África do Sul é a mais nova frente de ação do Internet.org, o programa de inclusão digital do Facebook. A parti de 17 de junho, a província do Cabo Oriental será iluminada por WiFi gratuito. O modelo da operação pode ser o mesmo a ser implementado no Brasil, e sobre o qual Mark Zuckerberg e Dilma Rousseff conversaram em abril. Na abordagem sul-africana, uma organização não governamental local assumiu a implantação e gestão da infraestrutura sem fio, enquanto a empresa provê o acesso a internet. Em outros países, o Internet.org vem sendo entregue a partir de parcerias com as operadoras.
 
No caso, a iniciativa é conduzida pela ONG Projeto Isizwe. Os termos do serviço foram escritos e se referem à rede social como responsável pelas conexões. Entre outras coisas, o serviço prevê coleta de dados pessoais e seu armazenamento, controle de conteúdo acessado e se exime da responsabilidade de garantir qualidade da conexão, prevendo inclusive interrupções e término do serviço.
 
A iniciativa é defendida como forma de inclusão digital de toda a população da província, zona rural do país. O piloto será feito no Departamento de Educação Superior e Treinamento da Universidade local, distribuindo internet às áreas ao redor do campus. A maior ação implementada pelo projeto até o momento levou WiFi gratuito de alta velocidade aos campi Mount Frer e Lusikiski, da Technical Vocational Education and Training College, em Tshwane. Com 161.577 usuários, o projeto continua crescendo. Em 2013 eram apenas 1.567 usuários. Hoje, são 161.577 usuários.
 
O Projeto Isizwe é uma Organização Não-Governamental que busca levar internet à toda a África do Sul por meio da facilitação da distribuição de WiFi gratuito nos espaços públicos das comunidades de baixa renda do país. O principal objetivo do Projeto é utilizar o poder da internet nas comunidades de baixa renda como um catalisador de mudanças. O Isizwe ajuda o governo a planejar, lançar e manter redes de WiFi gratuitas, impulsionando um efeito multiplicador na economia e criação de emprego. Sua estrutura não lucrativa permite trabalhar com mão de obra e fornecedores locais e interagir com o governo sem a margem de lucro excessiva. (Com assessoria de imprensa)