Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

19/06/2008 às 08:41

MTV planeja protestar judicialmente contra a Sky

Escrito por: Redação
Fonte: Coletiva Net

A MTV planeja protestar judicialmente contra a Sky, que tirou do ar o sinal da emissora e prejudicou cerca de 1,7 milhão de assinantes. A promessa do canal voltado ao público jovem deve ser cumprida caso a operadora não retome as negociações para rever a renovação de seu contrato, vencido em dezembro, mas prorrogado até o mês passado. Segundo a MTV, a medida comprometeu anunciantes, pois as marcas estão impedidas de veicular. Conforme informações do site Adnwes, o corte aconteceu há quinze dias em todo o Brasil, com exceção de capitais como Porto Alegre e São Paulo, onde a transmissão é aberta.

Por meio de comunicado, a Sky alega que a MTV cobrou quantia considerada abusiva pelo reajuste. De acordo com a operadora, a emissora do Grupo Abril condicionou a renovação à inclusão de outros dois canais na grade, Fiz e Ideal, o que, de acordo com o comunicado, quadruplicaria o custo para assinantes.

A MTV confirmou ontem o reajuste. Entretanto, alegou que a elevação no preço, de R$ 0,43 mensal por assinante para R$ 0,52, seria revertida em veiculação de anúncios da Sky em sua programação. A operadora diz desconhecer tal proposta. Quanto à oferta que incluiria os outros dois canais, o preço mensal seria de R$ 0,44 por assinante, mas sem custos para a Sky nos primeiros três meses. Segundo informa o diretor-geral do Grupo TV da Abril, André Mantonvani, após esse período, o valor seria trocado por publicidade veiculada nas revistas do Grupo por 180 meses.

A Sky não aceitou a proposta e emitiu resposta no dia seguinte para afirmar que o ajuste seria correspondente a 50% do IGP-M, isto é, bem abaixo do que a MTV havia ofertado. Caso a emissora não aceitasse, segundo Mantovani, correria o risco de ter seu sinal cortado. A operadora afirma ter feito ainda uma contraproposta na qual analisaria a negociação nos termos do contrato, mas com outro índice de reajuste. Mantovani declara que a MTV respondeu dizendo que continuaria nas negociações, mas o canal saiu do ar no dia seguinte.