Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

03/05/2014 às 06:20

Muitos homens num só ganha Cine PE 2014

Escrito por: Redação
Fonte: Jornal do Commércio (PE)

Filme ganhou oito Calungas e o Prêmio do Público

A produção carioca Muitos homens num só, de Mini Kerti, foi a grande vencedor da Mostra de Longas-metragens de Ficção do 18º Cine PE: Festival do Audiovisual. A história de entre entre um ladrão e uma mulher casada, no Rio de Janeiro do início do século passado, ganhou 8 calungas e o Prêmio do Júri Popular.

Entre os prêmios, Muitos homens num só ganhou o de Melhor Filme, Melhor Direção, Melhor Ator (Vladmir Brichta) e Melhor Atriz (Alice Braga).

A cerimônia foi realizada na noite desta sexta-feira (02/05) no Teatro Santo Isabel, no bairro de Santo Antônio - Centro do Recife. Os atores Bruno Torres e Deborah Secco conduziram a entrega dos prêmios.

Antes da premiação, o Cine PE homenageou prestou três homenagens. Duas foram póstumas. O ator José Wilker, falecido no início do mês passado, foi homenageado com um Calunga especial. A filha Isabel e parentes do ator subiram ao palco do teatro para receber o prêmio.

A outra homenagem foi ao jornalista baiano João Carlos Sampoio, que morreu na morreu desta sexta-feira vítima de um infarto fulminante. A direção da Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema) subiu ao palco para receber homenagem a um dos seus membros mais importantes e também fundaddor da entidade.

A terceira homenagem foi ao cinquentenário do filme Deus e o diabo na terra do sol, de Glauber Rocha.

Confira a premiação da Mostra Festival de Cinema de Ficção Internacional 

(Longas-Metragens)

 Melhor Filme: Muitos homens num só (RJ-Brasil)

Melhor Direção: Mini Kerti (Muitos homens num só/RJ-Brasil)

Melhor Roteiro: Leandro Assis (Muitos homens num só/RJ-Brasil)

Melhor Fotografia: Luis Abramo (Romance policial/Brasil)

Melhor Montagem: Mirco Garrone (Os anos felizes/Itália)

Melhor Edição de Som: Tomás Além (Muitos homens num Só/RJ-Brasil)

Melhor Trilha Sonora: Dado Vilalobos (Muitos homens num Só/RJ-Brasil)

Melhor Direção de Arte: Kiti Duarte ((Muitos homens num Só/RJ-Brasil)  

Melhor Ator: Vladmir Brichta (Muitos homens num Só/RJ-Brasil)

Melhor Atriz: Alice Braga (Muitos homens num Só/RJ-Brasil)

Melhor Ator Coadjuvante: Alvaro Rudolphy (Romance policial/Brasil) e Pedro Brício (Muitos homens num Só/RJ-Brasil)

Melhor Atriz Coadjuvante: Roxana Campos (Romance policial/Brasil) e Pia Engleberth (Os anos felizes/Itália)

Prêmio Júri Popular: Muitos homens num Só (RJ-Brasil), com direção de Mini Kerti

Prêmio ABRACINE:  E Agora? Lembra-me (Portugal)-

Menção Honrosa: O menino no espelho (MG/Brasil), de Guilherme Fiúza Zenha, por ampliar a proposta de uma produção brasileira que destaca fatos da história nacional para um público infantil.

Menção Honrosa: Para o elenco infantil dos filmes Os anos felizes (Itália), de Daniele Lucheti, e O menino no espelho (MG/Brasil), de Guilherme Fiúza Zenha em especial para Lino Facioli.

Menção Honrosa: Para o filme Mundo deserto de almas negras, de Ruy Veridiano (SP/Brasil) pela inventividade e ousadia ao construir um filme que utiliza o espírito DJ na construção de sua narrativa.