Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

23/02/2016 às 13:49

No Fórum Econômico Mundial, Brasil defende uso da tecnologia no desenvolvimento sustentável

Escrito por: Redação
Fonte: Ministério das Comunicações

André Figueiredo reforçou que os países devem incentivar a criação de um ambiente de promoção de investimentos em infraestrutura e em pesquisa

O ministro das Comunicações, André Figueiredo, afirmou que as tecnologias de informação e comunicação podem ajudar a alcançar os objetivos de desenvolvimento sustentável estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU). A declaração foi feita nesta terça-feira, em reunião do Fórum Econômico Mundial (FEM) durante o Mobile Word Congress, em Barcelona.
 
No encontro com representantes de vários países, o ministro reforçou que os países devem incentivar a criação de um ambiente de promoção de investimentos em infraestrutura e em pesquisa, de forma a apoiar o progresso tecnológico e o aumento do bem-estar. Para ele, desta forma é possível reduzir a pobreza, garantir educação inclusiva, garantir o acesso à energia e promover o crescimento econômico.
 
Em seu pronunciamento, André Figueiredo apontou vários desafios para o mundo digital: dividendo digital, privacidade de dados pessoais, expansão da Internet das Coisas e uma fusão entre serviços de telecomunicações e Over The Top (OTTs). "É fundamental que governos, empresas e sociedade civil trabalhem juntos para facilitar a superação desses desafios", destacou.
 
Políticas
 
Para a difusão da quarta revolução industrial, tema da sessão do FEM, André Figueiredo destacou que uma das principais políticas do Brasil será a nova etapa do programa Banda Larga Para Todos. O objetivo é expandir a infraestrutura de banda larga de alta capacidade pelo interior do país e também para escolas e unidades de saúde.
 
O ministro ressaltou ainda a importância da Internet das Coisas para revolucionar a interação entre seres humanos e o ambiente e permitir à sociedade concentrar seus esforços em tarefas de alta complexidade. Desde 2014, o ministério já implantou uma Câmara de Gestão dedicada a elaborar uma política de comunicação máquina a máquina (M2M) e internet das Coisas.
 
Na reunião, o representante brasileiro também destacou os principais avanços e programas brasileiros no setor de telecomunicações, como a expansão da tecnologia móvel – utilizada pela população de todas as classes sociais do país -, o processo de implantação da TV digital, a atualização do marco regulatório para o setor de telecom e o lançamento de um satélite previsto para este ano que vai permitir uma cobertura estimada de mais de 90% da população rural.