Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

27/09/2016 às 16:40

Nossa Opinião Vote na inclusão digital

Escrito por: Redação
Fonte: Instituto Telecom

Às vésperas das eleições municipais muita gente ainda não tem candidato a vereador. Para (não) variar,  a chamada grande mídia, capitaneada pelas Organizações Globo, tenta desmoralizar os candidatos mais progressistas, enquanto garante apoio aos setores mais conservadores.
 
Numa eleição municipal qual a importância das telecomunicações, da inclusão digital? Toda.
Se é verdade que saúde e educação são temas estratégicos – apesar do governo golpista tentar congelar por 20 anos os investimentos nessas áreas -, não é menos verdade que com as telecomunicações podemos potencializar todas os setores do serviço público essenciais à sociedade, principalmente para os mais pobres.
Alguns pontos a serem refletidos na hora de escolher um candidato:
 
a) Compromisso com a luta contra a retirada dos telefones públicos (TPs), em especial das áreas mais carentes. A Oi pretende arrancar 60 mil TPs em todo o Estado do Rio de Janeiro, a maioria na capital. Vários países no mundo estão modernizando os telefones públicos e os transformando em pontos wi fi, inclusive em Nova York.
 
b) Exigir que o telefone popular seja instalado pela Oi (em todo o país, exceto São Paulo no qual a obrigação é da Vivo). Todos os que estão registrados no Cadastro Único do governo federal têm direito. Nos estados onde a Oi é a operadora ligue 10331. O telefone popular custa R$ 15 por mês e dá direito a 90 minutos de ligações para outros telefones fixos. Com o telefone popular é possível fazer ligações mais baratas do que ligando do celular pré-pago. O vereador pode cobrar da Anatel uma maior divulgação desse serviço.
 
c) Lutar para a criação de um Conselho Municipal de Inclusão Digital com ampla participação de entidades da sociedade civil e movimentos sociais. O Conselho teria influência na definição das principais diretrizes da política pública de inclusão digital do município.
 
d) Lutar para que o governo municipal implemente planos permanentes de inclusão digital. Garantir no orçamento do município recursos para a implementação e manutenção de centros públicos de inclusão digital.
 
e) Articular os centros de inclusão digital com os programas sociais de inclusão: Bolsa Família, Primeiro Emprego, Jovem Aprendiz, Programa de Erradicação do Trabalho Infantil etc.
 
f) Articular as ações de inclusão digital com todas as ações da Prefeitura na área da educação, especialmente no que se refere aos laboratórios de informática em escolas; formação e treinamento de professores e alunos; garantir o compartilhamento de recursos e conhecimento.
 
Essas são apenas algumas ideias que devem ser discutidas. Tantas outras podem potencializar a melhoria da saúde, da educação e as diversas áreas de interesse público. Há candidatos sérios comprometidos com essa perspectiva. Pesquise e vote. Votar no candidato (a) à Prefeitura é muito importante, mas, no final das contas, quase tudo que é ou não implementado depende da Câmara do Vereadores.
 
O Instituto Telecom defende ainda que o eleitor não dê o seu voto a candidatos racistas, homofóbicos e violentos. Vote na inclusão digital. Vote na democracia.
 
Instituto Telecom, Terça-feira, 27 de setembro de 2016