Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

26/01/2018 às 21:56

Nota da Fitert em defesa da democracia e do direito de Lula ser candidato

Escrito por: Redação
Fonte: Fitert

Amanhã, 24 de janeiro, acontece em Porto Alegre o julgamento do recurso da defesa do ex-presidente Lula no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.
 
A Federação considera importante se posicionar neste momento, pois avalia que este julgamento é mais um ato dentro do cenário golpista que se instalou no Brasil desde o impeachment da presidenta Dilma Rousseff, em 2016.
A Fitert entende que a tentativa de impedir a candidatura de Lula – de longe o nome melhor colocado em todas as pesquisas eleitorais desde 2015, e ainda sem que existam provas concretas que fundamentem a condenação num país que manteve o mandato de um senador da República gravado prometendo matar quem delatasse seu envolvimento em negociações de caráter duvidoso é uma demonstração clara da politização no poder Judiciário, e fere o Estado Democrático de Direito.
 
Por isso, ao defender o direito de Lula participar das eleições em 2018 e condenar a seletividade penal que é chaga do sistema de justiça no país e vitima todos os dias milhares de brasileiros encarcerados em condições desumanas sem julgamento ou com penas já cumpridas, em sua maioria alvos do racismo estrutural que marca o Brasil, essa entidade nada mais faz do que apoiar a democracia contra o Estado de Exceção permanente que tem se consolidado em nosso país.
Para garantir que o Brasil seja justamente tomado pelas mãos de sua população mais uma vez, é necessário garantir o direito dos eleitores brasileiros decidirem quem deve ou não governar a Nação, há menos que existam provas efetivas que impeçam o exercício político de um cidadão, o que não é o caso neste processo.
 
Esse país de trabalhadores e trabalhadoras que lutam diariamente pela manutenção de seus lares e suas famílias merece a retomada da democracia verdadeira. Dessa forma, a Fitert reafirma seu apoio à defesa da democracia. Por um Brasil mais justo e eleições verdadeiramente democráticas.