Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

11/06/2015 às 13:49

O ambiente da internet não é virtual, diz Girasole

Escrito por: Redação
Fonte: Tele.síntese

O executivo afirma que telecom é um serviço pago; telecom não é utility e telecom precisa de regras iguais para serviços iguais

O vice-presidente de assuntos regulatórios da TIM, Mario Girasole, defendeu hoje, durante o Encontro Tele.Síntese, que o ambiente da internet precisa de regras mais claras e estáveis, a exemplo dos serviços tradicionais de telecom, nos quais as regras do jogo são conhecidas. “Voltamos ao básico: telecom é um serviço pago; telecom não é utility e telecom precisa de regras iguais para serviços iguais”, afirmou o executivo.
 
Ele observou que o acesso à internet se dá por meio de diferentes intermediários e que as operadoras de telecomunicações  não são os únicos players. Sem se furtar da discussão do zero rating – a TIM é a única operadora hoje no Brasil que oferece o acesso gratuito ao WhatsApp, após o fim da franquia de seu usuário – ele assinala que cada iniciativa é diferente e deve ser analisada como tal.
 
“É preciso analisar se a oferta faz alguma discriminação técnica, se amplia o poder de mercado de uma empresa, se promove a integração vertical e se é uma iniciativa de longo prazo”, assinalou .E, conforme Girasole, o acordo TIM com o OTT não se enquadra em nenhuma dessas condições: a empresa não faz qualquer discriminação técnica; é o quarto grupo de telecom no país (considerando-se as empresas verticalizadas); traz um novo competidor para a operadora, que é o Whatsapp VoiP; e é uma promoção a ser realizada por tempo limitado.
 
Para Girasole, esta iniciativa não pode ser confundida com a proposta da Internet. Org, por exemplo. Segundo ele, o principal problema da Internet.Org é que o Facebook não é um agente de governo, mas uma empresa privada.