Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

31/10/2013 às 18:02

Projeto de lei propõe criação de agência paulista de apoio ao cinema

Escrito por: Redação
Fonte: Estadão

SPCine foi apresentada hoje na presença do prefeito Fernando Haddad, do governador Geraldo Alclmin e da ministra Marta Suplicy

Uma cerimônia na Praça das Artes, com a presença do prefeito Fernando Haddad, do governador Geraldo Alckmin e da ministra da Cultura Marta Suplicy, marcou, na manhã desta quinta-feira, a apresentação do projeto de lei que pede a criação da Empresa de Cinema e Audiovisual de São Paulo. A estimativa da Prefeitura é de que a aprovação do projeto na Câmara Municipal se dê em até um mês.

Fruto da união de forças dos governos municipal, estadual e federal, o projeto é reivindicação antiga do setor cinematográfico paulista que, desde os anos 90, com o final da Embrafilme e o nascimento da RioFilme, pedia a criação de um órgão que implantasse políticas públicas para o desenvolvimento do cinema e do audiovisual na cidade.

"A SPCine, ainda que paulista em sua criação, pode beneficiar toda a cadeia produtiva e educativa do cinema. São Paulo tem possibilidade enorme de promover o cinema brasileiro e de fazer coproduções. Quanto mais forte o cinema brasileiro for, mais possibilidade há de se desenvolver todos os elos da cadeia produtiva", disse secretário municipal de cultura, Juca Ferreira.

Segundo Ferreira, a prefeitura vai destinar cerca de R$ 25milhões para a empresa. Já Manoel Rangel, diretor-presidente da Ancine, declarou que o governo federal irá declarar o valor a ser investido assim que a aprovação na câmara for publicada. "O repasse de verbas se dará de várias formas, como editais ou ações públicas."

Para a ministra Marta Suplicy, "há tempos São Paulo precisava ter uma instituição de cinema que estivesse à altura de sua pujança cultural". "Vários países compreenderam suas próprias histórias por meio do cinema. Tenho certeza que nossos talentos terão condição de realizar filmes que serão considerados importantes para a cinematografia brasileira", disse.