Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

08/01/2018 às 19:48

Projeto 'Forbbiden Stories' busca proteger informação de jornalistas ameaçados

Escrito por: Redação
Fonte: Portal Imprensa

A Repórteres Sem Fronteiras (RSF) e a Freedom Voices Network anunciaram na quarta-feira (1) a criação do Forbidden Stories, um projeto que busca proteger a informação de jornalistas ameaçados, dar seguimento às investigações e publicar suas informações nos casos em que não possam seguir desenvolvendo seus trabalhos. 
 
Todos os jornalistas ameaçados poderão proteger sua informação e colocá-la a salvo  enviando os dados a um lugar seguro por meio de canais de comunicação codificados. Assim, poderão conservar as histórias, que nunca serão publicadas sem seu consentimento. 
 
Caso aconteça algo com o repórter, a ‘Forbidden Stories’ seguirá as instruções que o jornalista deixou para poder concluir a investigação e publicá-la amplamente graças a essa rede colaborativa de meios de comunicação comprometidos na defesa da liberdade de informação. 
 
“O objetivo é manter vivas estas histórias e procurar que uma maior quantidade de pessoas tenha acesso à informação independente sobre temas importantes relativos ao meio ambiente, saúde, direitos humanos e corrupção”, afirma Laurent Richard, fundador da Freedom Voices Network.
 
A cada ano, a ‘Forbidden Stories’ deve realizar investigações em colaboração com uma rede de meios de comunicação internacional (emissoras de televisão, impressos, rádios e online). Estas investigações serão publicadas ao mesmo tempo em todo o mundo. Por outro lado, o projeto regularmente publicará nas redes sociais, vídeos e textos em várias línguas para que um maior número de pessoas tenha acesso à informação.   
 
“O ‘Forbidden Stories’ coloca o jornalismo investigativo no centro da luta pela liberdade de imprensa e proteção aos jornalistas. É utilizar o próprio jornalismo para protegê-lo e garantir assim, o acesso a uma informação livre e independente. Este é o objetivo dessa inovadora iniciativa. ‘Forbidden Stories’ é uma mensagem clara que enviamos aos predadores da liberdade de informação em todo o mundo”, declara Christophe Deloire, Secretario Geral da RSF.
 
Em 2017, 11 jornalistas foram mortos no México. Mais que na Síria ou no Iraque. A ‘Forbidden Stories’ aborda o trabalho de três deles: Cecilio Pineda, Miroslava Breach e Javier Valdez. Eles foram assassinados porque realizavam investigações e difundiam informação sobre o narcotráfico. 
 
Com pequenos vídeos e textos nas redes sociais o projeto joga luz sobre temas delicados em que os jornalistas trabalhavam antes de serem mortos. Em todos os casos, as matérias envolvem membros do governo e de milícias. Todo o material foi traduzido em nove línguas.  
 
O material está disponível no site do projeto.