Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

23/10/2013 às 12:34

Projeto que cria a SP Cine vai à Câmara na próxima quinta

Escrito por: André Mermelstein
Fonte: Telaviva

O projeto de lei da Prefeitura de São Paulo que cria a SP Cine, a empresa municipal de fomento e apoio ao setor audiovisual, será enviado à Câmara dos Vereadores na próxima semana, no dia 31, em solenidade que reunirá o prefeito da capital, Fernando Haddad, o governador Geraldo Alckmin e a ministra da Cultura, Marta Suplicy.

Segundo apurou este noticiário, a empresa será vinculada à Secretaria Municipal de Cultura (SMC) e abrigará também a film commission da cidade (especulou-se que esta poderia ser uma entidade à parte). A Empresa de Cinema e Audiovisual de São Paulo (razão social da nova entidade) será constituída como sociedade anônima de economia mista, com personalidade jurídica de direito privado, e atuará não apenas na produção de cinema e TV, mas também no apoio à distribuição, capacitação e desenvolvimento tecnológico.

A prefeitura reconhece as dificuldades existentes hoje em se produzir na cidade, o que justifica a criação da agência. Segundo dados da SMC, a cidade concentra o maior número de produtoras do Brasil (mais de 500), mas muitas destas produtoras têm realizado suas produções em outras cidades. A  capacidade de mobilizar recursos de incentivos fiscais por produtoras paulistanas foi, nos últimos dez anos, 30% menor do que a das produtoras do Rio de Janeiro. Segundo dados da Ancine, utilizados pela SMC na justificativa do projeto, em 2011, foram lançados 32 filmes paulistas contra 43 realizados no Rio de Janeiro.

Reembolsável

A nova empresa se baseará em princípios similares aos adotados pela RioFilme. A ideia é sair do modelo de fomento a fundo perdido para um sistema de financiamento com retorno das receitas, mediante participação da empresa nos projetos audiovisuais, o que gera novos recursos para serem reinvestidos no setor.

O capital inicial da empresa, aportado pela Prefeitura, será de R$ 25 milhões, mas segundo fontes da SMC ouvidas por TELA VIVA já está acertado o apoio dos governos estadual e federal na composição dos recursos, o que pode triplicar este valor.

Dentre as atividades que a SP Cine deve realizar, além do fomento à produção e a gestão da film commission, estão previstos o apoio a eventos promocionais e ações de formação e capacitação, a comercialização e distribuição de produtos e direitos, subsídio à construção de salas, investimento em empresas e participação em fundos de investimento.

André Mermelstein.