Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

12/05/2015 às 15:45

Provedores Internet mostram força na banda larga fixa

Escrito por: Ana Paula Lobo*
Fonte: Convergência Digital

Em janeiro e fevereiro, o País cresceu 0,6% e 0,71%, respectivamente. Segundo informou a Anatel nesta segunda-feira, 11, isso se traduz em uma penetração de 36,97% dos domicílios, levando em conta os dados do IBGE

O Brasil manteve o ritmo de aumento no mercado de serviço de comunicação multimídia (SCM), fechando março deste ano com 24,43 milhões de acessos de banda larga fixa, um crescimento de 0,6% em relação ao mês anterior. Em janeiro e fevereiro, o País cresceu 0,6% e 0,71%, respectivamente. Segundo informou a Anatel nesta segunda-feira, 11, isso se traduz em uma penetração de 36,97% dos domicílios, levando em conta os dados do IBGE.
 
E os números da Agência Regulador trazem um dado importante. Os 'outros', como são classificados os provedores Internet, já são a quarta força da oferta de banda larga fixa, com  2.023.701 de acessos ativos no mês de março. Nos dias 13 e 14 de maio, em São Paulo, a Abranet - Associação Brasileira de Internet- promove a 1ª Conferência Abranet. No evento será divulgado um estudo inédito sobre o setor de Internet.
 
Nos dados da Anatel, os provedores Internet com SCM perdem apenas para o grupo Telmex (Claro, NET e Embratel), Oi e a soma da Telefônica com a GVT. Na prática, os provedores ficam com 8,28% do mercado de banda larga fixa. O levantamento também mostra que os acessos em fibra óptica crescem - em fevereiro a barreira de 1 milhão de acessos - foi superada, mas em março foram adicionados apenas 24,2 mil acessos ativos à base, um incremento de 2,38% em relação a fevereiro.
 
Do ponto de vista de Tecnologia, a pesquisa da Anatel mostra ainda um dado relevante. O 4G TDD-LTE, o 4g fixo, ganha força e cresceu 14,14% em março, chegando a 23,6 mil novas adições, totalizando no mês, 191,2 mil conexões. Puxa esse incremento a Sky, que está apostando no 4G fixo. E também o desempenho dos provedores Internet, que começam a apostar na tecnologia.
 
Ethernet (5,29%) e WiMax (4,85%) seguiram o 4G em proporção de crescimento, apesar da participação de mercado de ambos serem insipientes: 1,26% e 0,05%, respectivamente. Em adições líquidas, o Cable Modem foi a tecnologia com maior aumento: 71,6 mil novas conexões (0,93% de crescimento). Em adições líquidas, o Grupo América Móvil, que controla Claro, Embratel e Net no Brasil, foi o de maior aumento, com 77,9 mil novas conexões, crescimento de 1,02%. 
 
Com a soma de acessos da GVT, a Telefônica pula para o segundo lugar, com 29,21% do mercado, um total de 7,138 milhões de acessos (crescimento de 0,54% no mês). Já a Oi cai para a terceira posição. A empresa também registrou a maior queda dentre todas as empresas de banda larga fixa. Foram 37 mil desconexões, ou redução de 0,57% na base, fechando março com 6,488 milhões de acessos.
 
*Com infromações da Anatel