Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

04/07/2017 às 20:17

Radialistas do interior do Amapá recebem visita de dirigentes sindicais

Escrito por: Redação
Fonte: Fitert

Diretores do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Radiodifusão e Televisão do Amapá (Sintert-AP), visitaram as empresas de rádio e TV no município de Santana, neste sábado (1), com objetivo de entregar o Manual do Radialista aos trabalhadores e trabalhadoras, bem como prestar informações concernentes a profissão.
 
A cidade de Santana, segundo maior município do Estado do Amapá, distante cerca de 17 quilômetros da capital, conta com quatro emissoras, sendo uma de televisão (canal 46 CNT) e o (canal 42 TV Santana) que está fora do ar a alguns meses.
 
Lá existem três sinais de rádio, sendo uma comunitária (105.9 Onda Livre FM), e duas FMs Rádio Jovem 92.3 e Rádio Porto 1020 AM – que já passou para sinal de FM, podendo ser sintonizado em 103.3 Rádio Show FM.
 
Os dirigentes sindicais visitaram ainda a Rádio Tarumã 104.3 FM, localizada no Distrito do Coração, ocasião que foram recebidos por Daniela Miranda, do setor administrativo. A mesma recebeu os livros e repassará aos demais companheiros que trabalham na emissora.
 
O sindicato estava representando pelos radialistas José Maria, Antonio Vasconcelos e Catiuce Andrade, que conversaram com diversos colegas de profissão, como Cunha Lopes, Edson Fernandes, Aderlan Correia, Marquinhos, DJ Ita, Daniela Miranda, Roberto Carioca, entre outros.
 
A presença de representantes da entidade estava sendo cobrada pelos radialistas daquele município desde o ano passado. Algumas dúvidas foram esclarecidas sobre a profissão do radialista, regulamentada pela lei nº 6615/78. Outro ponto bem questionado foi quanto ao Registro Profissional de Radialista.
 
O Registro Profissional é concedido exclusivamente pelo Ministério do Trabalho e Previdência Social, que os habilita a exercer a função em todo território. Os cronistas esportivos de Santana queriam saber sobre a legalidade de seus trabalhos na transmissão de jogos, Registro Profissional, entre outros detalhes.
 
Ressaltamos que a lei 6615/78 regulamenta a profissão de radialistas e 94 funções, entre elas a dos trabalhadores da imprensa esportiva, que todos, sem exceção, são considerados radialistas, com direito a requerer o Registro Profissional na função que trabalha, desde que comprove.
 
A leitura correta e atenciosa do Manual esclarecerá todas as dúvidas, pois muitos trabalhadores estão há muitos anos na área e não sabem que são radialistas. Daí o sindicato pediu a Federação os Manuais, para serem distribuídos à classe.
 
Acompanhe as ações dos sindicatos do Brasil pelo site da Federação, www.fitert.org.br, nas redes sociais, facebook.com.br/SintertAP, ou pelo telefone (96) 98119-8461.