Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

10/10/2016 às 17:09

Rejeitados nas urnas: apenas 10% dos comunicadores-candidatos conseguem se eleger

Escrito por: Anderson Scardoelli
Fonte: Comunique-se

Apesar de o jornalista Jorge Kajuru ter sido eleito o vereador mais bem votado em termos proporcionais e o apresentador de TV João Doria Jr ter faturado a prefeitura de São Paulo com 54% dos votos válidos, as eleições municipais realizadas no domingo, 2, não foram animadoras para a maioria dos profissionais da comunicação que se lançaram como candidatos. Somando os políticos que registraram suas ocupações como jornalista e radialista, apenas 10,2% conquistaram sucesso nas urnas. Os outros 89,8% foram rejeitados pelo eleitorado ou ganharam status de “suplentes”.
 
Dos 1.256 candidatos que se inscreveram como “jornalista e redator” e estavam aptos a disputar o pleito deste ano, conforme dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de 20 de setembro, 134 foram eleitos, o que representa 10,6%. Dos que tiveram a preferência do público que votou no último fim de semana, 123 vão assumir cadeiras em Câmaras municipais espalhadas por 23 estados - apenas Acre, Alagoas e Rondônia não tiveram nenhum jornalista eleito. São Paulo foi a unidade federativa que mais teve jornalistas/redatores conquistando o direito de legislar, com 32 no geral.
 
Além dos comunicadores que obtiveram êxito na vereança, 11 jornalistas foram eleitos prefeitos no primeiro turno. São Paulo figura como o maior responsável por levar políticos com tal ocupação ao posto máximo do poder Executivo municipal, já que cinco cidades do estado passarão a ser comandadas por jornalistas a partir de janeiro de 2017: Guararema (Adriano de Toledo Leite/PR), Itapetininga (Simone Marquetto/PMDB), Jaú (Rafael Agostini/PSB), Ourinhos (Lucas Pocay/PSD) e Pirapora do Bom Jesus (Raul Bueno/PTB).
 
Dos políticos registrados no TSE como “locutor e comentarista de rádio e televisão e radialista”, 10 foram eleitos para assumirem prefeituras. Neste caso, o estado com maior representatividade é o Rio Grande do Sul, que terá comunicadores à frente de quatro municípios: Ametista do Sul (Gilmar da Silva/PDT), Cacequi (Franco Fonseca/PTB), Marau (Iura Kurtz/PMDB) e São José do Ouro (Antonio Biachin/PMDB). O Paraná aparece na segunda colocação, levando ao Executivo dois locutores/radialistas: Arapongas (Sergio Onofre/PSD) e Laranjeiras do Sul (Berto Silva/PSD).
 
Para a vereança, 137 locutores/radialistas foram eleitos, o que representa 9,8% dos que estavam com candidaturas aptas. Em comparação com os jornalistas que conquistaram mandatos, menos estados foram representados, 20 - lembrando que o Distrito Federal não conta com eleições municipais. Não elegeram nem ao menos um político com tal ocupação duas das três unidades federativas que barraram todos os jornalistas - Acre e Alagoas -, além de Amapá, Roraima e Sergipe. São Paulo novamente aparece como o estado com mais representantes, com 23 no total, seguido de Minas Gerais (com 22), Rio Grande do Sul (16), Paraná e Bahia e (9 cada).
 
Por partido
O PMDB foi a legenda que mais elegeu jornalistas, 18 no total. Na sequência, aparecem PP e PSB (13 cada), PSDB (11) e PDT e PTB (10). Na parte de “locutores e radialistas”, o partido do presidente Michel Temer perde a dianteira para o PDT, já que os democratas-trabalhistas fizeram 13 comunicadores eleitos; na ordem das organizações partidárias na categoria estão DEM, PP, PSD e PSDB (com 12) e PMDB (10). No geral (somando jornalistas e radialistas), o PT conseguiu eleger nove candidatos, sendo todos para o posto de vereador.
 
Jornalistas eleitos prefeitos
 
CANDIDATO CIDADE UF PARTIDO
 Adriano de Toledo Leite Guararema SP PR 
 Arnobio Pinheiro Pinheiros ES PRB 
 José Elias Aragarças GO PROS 
Juliana Roque Pimenta Bueno RO PSB 
Lucas Pocay Ourinhos SP PSD 
Rafael Agostini Jaú SP PSB 
Raul Bueno Pirapora do Bom Jesus SP PTB 
Ronaldo Verdadeiro Uruana de Minas MG PTB 
Simone Marquetto Itapetininga SP PMDB 
Tulio Lemos Macau RN PSD 
Valdir Heck Ijuí RS PDT 
 
 
Locutores/radialistas eleitos prefeitos
 
CANDIDATO CIDADE UF PARTIDO
Adaulto Severo Populina SP PPS
Antonio Bianchin São José do Ouro RS PMDB
Franco Fonseca Cacequi RS PTB
Beto Passos Canoinhas SC PSD
Gilmar da Silva Ametista do Sul RS PDT
Iura Kurtz Marau RS PMDB
Berto Silva Laranjeiras do Sul PR PSC
Robson Batata Caicó RN PSDB
Sergio Onofre Arapongas PR PSC
Valdomiro Sobrinho Mundo Novo MS PR
 
 
Partidos com mais jornalistas e radialistas eleitos
 
PARTIDO QUANTIDADE
PMDB 28
PP 25
PDT 23
PSDB 23
PSB 20
PSD 20
DEM 17
PRB 15
PTB 14
PR 12
PSC 11