Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

17/05/2016 às 17:35

Sindpd/SP vai à justiça contra as teles para impedir franquia na banda larga

Escrito por: Ana Paula Lobo
Fonte: Convergência Digital

O Sindpd/São Paulo contratou um escritório de advocacia para ir à Justiça e obter uma liminar para impedir que as operadoras de telecomunicações, mais à frente, retomem o processo de cobrar franquia na banda larga fixa.

 
Em entrevista ao portal Convergência Digital, nesta terça-feira, 17/05, o presidente do sindicato dos trabalhadores de TI de São Paulo disse ainda que vai marcar uma audiência com o ministro Gilberto Kassab, que está à frente da fusão do MCTI com o Minicom, para pedir um posicionamento dele sobre o tema.
 
"O ex-ministro das Comunicações, André Figueiredo, se posicionou contra. Queremos saber como o novo ministro pensa e quais serão as ações dele nessa área de banda larga", disse Neto. Dentro da área de TI, um dos segmentos que seriam mais impactados é o que reúne trabalhadores que atuam em sistema de home office. 
 
De acordo com pesquisa do Datafolha, encomendada pelo Sindpd, pelo menos 7% dos profissionais do setor adotam esse sistema de trabalho no estado de São Paulo e, por isso, não podem ser surpreendidos com redução de velocidade ou bloqueio da internet.
 
Levantamento feito pela Home Office Brasil mostra que 68% das empresas participantes já adotaram o teletrabalho, em suas diferentes modalidades (Home Office, Trabalho de Campo, etc) e que TIC está entre os segmentos mais atuantes, com 24%.
 
"Bloquear a Internet vai provocar reflexos diretos na oferta de trabalho no país, principalmente, nas pequenas e médias empresas. Temos que levar em conta ainda a qualificação profissional. Boa parte está se aperfeiçoando com os cursos a distância pela rede. Seria lamentável restringir esse modelo. E para evitar que as teles retomem o processo, queremos uma liminar que assegure os direitos do consumidor”, completa Neto.