Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

21/05/2014 às 12:02

Sophia Loren apresenta curta em Cannes e recebe homenagem

Escrito por: Redação
Fonte: Folha de São Paulo - Impressa

A atriz italiana Sophia Loren, uma lenda viva do cinema, apareceu nesta terça-feira (20) no Festival de Cannes, onde apresentou um curta-metragem, recebeu uma homenagem e demonstrou que continua sendo uma personalidade importante na indústria cinematográfica.

Perto de completar 80 anos -em setembro-, a atriz foi convidada de honra da 67ª edição na seção "Cannes Classics", que celebra os 50 anos de um de seus filmes mais emblemáticos, "Matrimônio à Italiana".

No filme, de 1964, Loren trabalhou ao lado de dois dos homens mais importantes de sua carreira cinematográfica, o diretor Vittorio de Sica, com o qual colaborou em oito filmes, e Marcelo Mastroianni, seu "grande amor do cinema e da TV" -e que neste ano ilustra o cartaz oficial do Festival de Cannes.

Loren interpreta uma prostituta nos anos 1960, Filumena Marturano, que é tirada da rua por um rico napolitano, Domenico Soriano (Mastroianni). Acreditando que irá morrer em breve, o homem pede que ela se case com ele.

O clássico foi exibido após o curta-metragem protagonizado pela atriz, "Voce Umana", inspirado em uma obra de Jean Cocteau do mesmo título, e dirigido por seu filho, Edoardo Ponti.

A obra mostra uma mulher em Nápoles nos anos 50 durante sua última conversa telefônica com o homem que amava e que lhe deixou por outra.

"Ela me deu a vida. Nasci graças a ela e eu lhe dei este pequeno filme", disse o filho antes da projeção.

A atriz tem uma longa história com o Festival de Cannes. Além de levar o prêmio de melhor atriz em 1961, por seu papel no filme "Duas Mulheres" -que também lhe rendeu um Oscar-, ela foi presidente do júri da competição oficial em 1966 e apresentou oito filmes em diferentes seções desde 1955.

A homenagem à Loren em Cannes continuou nesta quarta (21) com uma palestra da atriz.