Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

22/11/2006 às 11:14

Telefônica diz que sua TV está dentro da lei

Escrito por: Renato Cruz
Fonte: Estadão

Segundo a empresa, não é preciso autorização prévia da Anatel para operar a TV por satélite

A Telefônica publica hoje um anúncio dizendo que não depende da aprovação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para lançar o serviço de TV paga via satélite em parceria com a Astralsat, nome comercial da empresa DTH Interactive. A parceria havia sido comunicada ao regulador em setembro. 'Tal parceria teve vigência imediata após a assinatura do contrato, pois a lei determina que a análise concorrencial a ser feita pela Anatel e pelo Cade não seja prévia, mas posteriormente', disse a empresa, no anúncio.

A Telefônica tem tudo pronto para lançar sua TV, mas tem tentado manter sigilo sobre o serviço e enfrenta o questionamento do principal concorrente. O presidente da Sky, Luiz Eduardo Baptista, diz que a prestação do serviço pela Telefônica é ilegal porque precisa da aprovação da Anatel.

Na sexta-feira, a central de atendimento da Telefônica informava que o serviço de TV, estaria disponível no Estado de São Paulo a partir de ontem. A empresa negou o lançamento e disse que havia um 'problema de script' no call center.

Ontem, um atendente da central informou que o serviço havia sido adiado, e que não havia data marcada para o lançamento. 'As informações serão anunciadas pela mídia', disse o atendente. Segundo o site especializado Pay TV, o serviço será lançado em Ribeirão Preto e levado para outras cidades de São Paulo. A empresa está com um piloto em São Carlos (SP).

Na sexta, o atendente havia respondido à chamada dizendo 'Telefônica, boa tarde' e desligado falando 'A Telefônica agradece'. Ontem, disse 'TV digital, boa tarde' e 'TV digital agradece'. Um dos motivos é que, se for caracterizado que a Telefônica de fato opera o serviço, apesar de ter assinado somente um acordo comercial com a Astralsat, a Anatel pode considerar a operação como uma transferência de controle.

No anúncio, a Telefônica afirmou que sua entrada no mercado de TV paga amplia a competição: 'O mercado de TV por assinatura é absolutamente concentrado. Apenas um dos concorrentes detém 95% do mercado de televisão por assinatura via satélite'. A empresa se refere à Sky/DirecTV.