Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

31/01/2018 às 21:38

Transição 2017-2018 é marcada por demissões na imprensa

Escrito por: Redação
Fonte: Portal Comunique-se

Dezembro de 2017 e janeiro de 2018 foram meses difíceis para os profissionais da imprensa, que sofreram com as demissões nas redações

A virada do ano não foi boa para os profissionais da imprensa, que sofreram com as baixas nas empresas de comunicação. Além das demissões realizadas em dezembro de 2017, as primeiras semanas de 2018 ficaram marcadas por passaralhos e descontinuidade dos times.
 
Na primeira quinta-feira do ano, dia 4, a Band promoveu demissão em massa de quase 80 profissionais, sendo cerca de 60 radialistas e 15 jornalistas. De acordo com as informações do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, a empresa de comunicação alegou reestruturação ao promover os cortes. A situação resultou em ação judicial movida pelos sindicatos das categorias com objetivo de suspender as dispensas, manter a atual escala de plantão e compensar os trabalhadores que perderam o emprego. A primeira audiência foi realizada nesta semana, mas as partes seguem sem acordo.
 
A integração entre as redações do jornal O Globo e revista Época não saiu ilesa. A reportagem do BuzzFeed News noticiou no início do ano que cerca de 30 dos 65 funcionários das duas publicações serão cortados na unificação. A Infoglobo, por outro lado, falou em “necessidade de ajustar a estrutura” e negou que esse seja o número de demitidos. A nova configuração das marcas coloca a jornalista Letícia Sander na direção da sucursal do grupo em São Paulo, reportando-se a Daniela Pinheiro (Época) e Alan Gripp (O Globo), no Rio. Letícia Sander era editora-adjunta do caderno Poder, do jornal Folha de S.Paulo. Paulo Celso Pereira terá o mesmo cargo de Letícia, porém em Brasília.
 
A Rede CNT demitiu o time de reportagem da praça de São Paulo. Com isso, nomes como Marcelo Zanini (repórter), Antonio Carlos Rodrigues (cinegrafista que tinha 10 anos na emissora), Clovis Santos (editor-chefe com 10 anos de empresa), Vitor Souza (auxiliar) e Rodrigo Romano (editor de imagens) foram demitidos. A reportagem do Portal Comunique-se entrou em contato com a empresa de comunicação e confirmou a descontinuidade do time de jornalismo. O escritório de SP, no entanto, continua existindo com as operações administrativas.
 
Em Americana, em Campinas, no interior de São Paulo, o jornal TodoDia demitiu pelo menos cinco dos nove profissionais de imprensa. A maioria dos funcionários desligados participou de paralisação contra o atraso de salários em dezembro. A reportagem do Portal Comunique-se apurou que a empresa de comunicação alega dificuldades financeiras. A redação entrou em contato com a diretoria do veículo para entender a situação, mas ainda não teve retorno.