Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

24/09/2015 às 14:33

Velocidade da internet 4G no Brasil tem grande avanço, mas a cobertura ainda é limitada

Escrito por: Redação
Fonte: Tudo Celular

Internet móvel no Brasil nunca esteve entre as melhores. A cada relatório divulgado sempre vemos nosso país entre os últimos nas listas. Agora, parece que a situação começa a ficar mais animadora. De acordo com a OpenSignal, que publicou um estudo trimestral atualizado da situação de redes 4G LTE pelo mundo, o Brasil está melhorando.
 
A velocidade média atual no Brasil é de 16 Mbps em redes 4G. No início do ano era divulgada uma velocidade de 11 Mbps. Crescer praticamente 50% em menos de um ano realmente é um avanço empolgante. Isso mostra que o país está à frente da Índia, Rússia e Reino Unido.
 
Se formos analisar dentro de cada operadora, a Claro sai na frente com velocidade média acima de 20 Mbps. Em seguida temos Vivo (18 Mbps), Oi (14 Mbps) e TIM (10 Mbps), seguidas de longe pela Nextel (3 Mbps). O novo relatório mostra que todas as operadoras mostraram avanço nos últimos meses. A Nextel não havia aparecido no relatório passado, o que não deixa claro se a mesma também ampliou a velocidade da sua conexão.
 
Infelizmente, nem todas as notícias são boas. O Brasil pode até ter avanço em velocidade média de conexão, mas ainda continua oferecendo uma cobertura limitada. Mesmo em localidades onde o 4G já está presente, 50% do tempo o usuário ainda está navegando na conexão mais lenta 3G. Neste cenário, o Brasil acaba continuando no final da lista.
 
Mais uma vez, a Coreia do Sul continua no topo quando se trata de disponibilidade do 4G. 97% dos usuários possuem acesso a esta geração de conexão o tempo inteiro. Não só isso, mas os coreanos também contam com uma das velocidades mais altas em navegação no celular, mostrando que o país vem dando um exemplo aos demais há anos.
 
As operadoras brasileiras têm, no geral, uma cobertura equivalente: a maior é da Claro e Vivo (ambas com 51%), seguidas pela TIM e Nextel (ambas com 50%) – a lanterninha em cobertura, mais uma vez, é a Oi (42%). Infelizmente, esses números não informam quantas pessoas estão conectadas ao 4G, mas sim em quanto tempo o serviço esteve disponível para quem já estava conectado. O lado positivo e que, desta forma, fica mais claro a qualidade oferecida pelas operadoras.