Receba no seu e-mail

Voltar

Clipping

25/02/2016 às 13:30

Walter Longo assume direção do Grupo Abril

Escrito por: Redação
Fonte: Meio e Mensagem

O publicitário terá sob sua responsabilidade as operações de Mídia, Gráfica e Distribuição; Alexandre Caldini, presidente da Editora Abril, se reportará a Longo

O Grupo Abril anunciou a contratação do publicitário Walter Longo como seu novo presidente, a partir de março. Longo terá sob sua responsabilidade as operações de Mídia, Gráfica e Distribuição. 
 
Com a mudança, Giancarlo Civita deixa a presidência do Grupo Abril e passa a se dedicar exclusivamente à holding Abrilpar. Alexandre Caldini, presidente da Editora Abril desde julho de 2014, passa a se reportar a Longo, assim como Cláudio Prado, que em novembro de 2015 assumiu a presidência da DGB, holding de distribuição e logística do Grupo Abril. Eduardo Costa, na Direção da Abril Gráfica, também se reportará a Longo.
 
“Estamos celebrando a chegada de um profissional que é um profundo conhecedor do nosso mercado, da gestão ao conteúdo, publicidade, assinaturas e distribuição. Walter chega com a missão de maximizar todas as forças que integram a Abril, no momento em que a empresa está pronta para voltar a crescer”, afirmou, em comunicado, Giancarlo Civita.
 
Walter Longo é publicitário e administrador de empresas com MBA na Universidade da Califórnia. Atuava como mentor de estratégia e inovação do Grupo Newcomm, holding de comunicação do Grupo WPP que inclui as agências Young&Rubicam, Wunderman, Grey Brasil e VML, entre outras.
 
O publicitário também já foi diretor regional para a América Latina do Grupo Y&R e presidente, no Brasil, da Grey Advertising, Wunderman Worldwide, TVA e do Grupo Newcomm Bates. 
 
Mudanças editoriais
Na diretoria editorial, assume a jornalista Alecsandra Zapparoli que terá sob sua supervisão André Petry, que assume a direção editorial da Veja no lugar de Eurípedes Alcântara. “Durante todos esses anos à frente de Veja, Eurípedes foi incansável na luta por um jornalismo independente, relevante e compromissado, sempre, com o leitor e com a verdade. Sob seu comando, Veja se manteve como a maior e mais influente revista do Brasil. Por isso lhe somos muito gratos e estamos felizes em continuar contando com Eurípedes”, afirmou, em nota, Giancarlo Civita.
 
Tambem se reportam à Zapparoli André Lahoz, diretor da revista Exame, Paula Mageste, diretora do núcleo Femininas; Edward Pimenta, responsável pelo Estúdio ABC e Sergio Gwercman, de Estilo de Vida, em substituição a Zapparoli.
 
Na nova posição, Zapparoli se reportará diretamente a Walter Longo. Com a mudança, Victor Civita Neto mantém sua atuação na presidência do Conselho Editorial da Abril. A linha editorial da Abril continua ligada ao Conselho Editorial, formado por Victor Civita Neto, Presidente, Thomaz Souto Corrêa, Vice-Presidente, Eurípedes Alcântara, Giancarlo Civita e José Roberto Guzzo e Alecsandra Zapparoli. 
 
Reestruturação financeira
O Grupo Abril vive um processo de reestruturação que dura alguns anos. O último movimento importante inclui o aporte de R$ 450 milhões por parte da Família Civita na companhia, em dezembro do ano passado. O objetivo foi o reperfilamento de suas dívidas de curto e médio prazo, que permitirá ampliar seu fluxo de caixa.
 
Nos últimos anos, a Abril reduziu sua estrutura e vendeu alguns ativos. A Abril Mídia comercializou a Elemidia, sua empresa de mídia out-of-home, para a empresa de investimentos em private equity Victoria Capital Partners.
 
A empresa também vendeu 17 de suas revistas para a Editora Caras, entre elas, AnaMaria, Arquitetura & Construção, Contigo, Placar, Ti-ti-ti, Você RH e Você S/A. A Editora Abril também cancelou os títulos Alfa, Bravo, Lola, Gloss e o portal Club Alfa e deixou de licenciar a MTV.
 
Em fevereiro de 2015, a Abrilpar vendeu toda a operação de educação para a Tarpon Investimentos, que já era sócia. Na primeira semana deste mês, a editora anunciou o fim da Playboy.
 
Também em dezembro, a Fundação Civita transferiu os títulos educacionais Nova Escola e Gestão Escolar para a Fundação Lemann.