Receba no seu e-mail

Voltar

E-Fórum / Notícias

23/09/2016 às 17:01

Definido selo comemorativo de 25 anos do FNDC

Escrito por: Redação

A designer Luciana Lobato, de Brasília, é a autora do trabalho vencedor. A imagem ilustrará os meios de comunicação e documentos da entidade durante este e o próximo ano.

A comissão julgadora do Selo Comemorativo de 25 Anos do FNDC finalizou nesta sexta (23/9) o processo de avaliação dos trabalhos inscritos. A proposta vencedora, ao lado, foi elaborada pela designer Luciana Lobato, de Brasília-DF, e compõe uma identidade visual que agrega conceitos como diversidade e pluralidade, expressos principalmente por meio das cores e da união de diferentes formas. Treze projetos foram inscritos e todos foram avaliados a partir dos quatro critérios definidos no edital de concurso: criatividade, originalidade, comunicação objetiva e relação com o conceito e tema do evento. 
 
A autora do trabalhado vencedor receberá um prêmio em dinheiro no valor de R$ 3 mil e terá sua obra ilustrando todos os meios de comunicação e documentos do FNDC durante este e o próximo ano. Entre os inscritos chegaram projetos individuais e realizados em dupla. De acordo com o regulamento, os participantes puderam inscrever quantos projetos quisessem. A maioria dos inscritos reside no Distrito Federal (Brasília e Santa Maria), mas chegaram inscrições de Fortaleza-CE, Bauru-SP, Rio de Janeiro-RJ e Belo Horizonte-MG.
 
A comissão julgadora foi composta pelas jornalistas Beth Costa, coordenadora de Comunicação do FNDC, e Elizângela Araújo, assessora de comunicação do FNDC, e pela designer gráfico Júlia Tomé Vilela. Ainda não há data definida para a entrega do prêmio, que provavelmente será entregue durante cerimônia comemorativa dos 25 nos do Fórum, no mês de outubro. “Agradecemos a todos que participaram, especialmente àqueles que enviaram mais de um trabalho. Ficamos muito satisfeitos com o nível dos projetos recebidos e muito felizes em poder valorizar o trabalho criativo em prol da pauta da democratização da comunicação”, ressaltou Beth Costa.