Receba no seu e-mail

Voltar

E-Fórum / Notícias

21/05/2015 às 15:42

DiDentro: democratizando a mídia com a própria voz

Escrito por: Melissa Cirino
Fonte: FNDC

Experiência dos moradores da terceira favela mais populosa do Rio com a comunicação instantânea nas redes sociais vira curta e ajuda moradores a se protegerem da violência

Ao combinar o difundir notícias por uma causa social, Cléber de Araújo Santos, morador do Complexo do Alemão (RJ), criou um perfil e uma fanpage que são utilizados tanto para a integração da comunidade, como para o exercício da cidadania. O objetivo inicial era mostrar ações no território, mas ao longo do tempo ela serviu para avisar aos cidadãos sobre as situações de violência dentro da comunidade e acabou resultado no documentário “DiDentro”.
 
Segundo Marcos Rey, produtor e editor do curta, a produção de notícias e a democratização da comunicação estão presentes no dia-a-dia de muitas favelas: “pela primeira vez, questões que eram abafadas ou nunca pautadas nos veículos de grande circulação entraram no debate”. Ele afirma que, diante dos acontecimentos diários no Complexo do Alemão, as redes sociais são uma ferramenta de comunicação para ajudar à comunidade: “O Facebook agora também é usado para a proteção da população diante dos constantes tiroteios entre grupos em conflito e entre esses e a polícia”.
 
Na produção, é possível verificar um pouco da história das páginas que viraram um espaço para os moradores postarem relatos que mostram sua realidade e que além disso, alertam os moradores de situações de risco, como conta seu criador e personagem do filme: "a página já evitou muitos casos de bala perdida", fala Cléber em seu depoimento para o curta.
 
Marcos também comenta que o filme procura mostrar outra realidade diferente da noticiada pela grande mídia: “nosso curta mostra que o Complexo do Alemão não é apenas um território pobre, violento e de miséria, mais também um lugar cheio de cultura e oportunidades comerciais. Pela primeira vez, tornam-se visíveis as narrativas construídas por sujeitos falantes de si, da sua favela”.
 
Ele fala sobre os resultados do lançamento do curta-documentário: “vale ressaltar que desde o lançamento do filme, mas também diante dos recentes fatos ocorridos no Complexo do Alemão, o numero de seguidores do perfil Alemão Morro mais que dobrou. Em certa medida acho que esse aumento pode ser considerado parte do desdobramento do lançamento do DiDentro.”
 
Confira o curta aqui!