Receba no seu e-mail

Voltar

E-Fórum / Notícias

16/04/2015 às 17:15

FNDC participa do dia nacional contra o PL da terceirização

Escrito por: Redação/Foto: CUT-RJ

A mensagem do Fórum aos trabalhadores foi de que a regulação democrática da comunicação precisa estar na pauta das principais reformas populares do país

O Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC) engrossou a voz dos trabalhadores do Rio de Janeiro no Dia Nacional de Paralisação contra o Projeto de Lei 4330. A proposta, em discussão na Câmara dos Deputados, amplia a terceirização para todas as áreas da empresa e retira direitos trabalhistas, precarizando ainda mais as relações trabalhistas. Realizado em 27 estados, o movimento foi convocado pelas centrais sindicais CUT (Central Única dos Trabalhadores), CTB (Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil), NCST (Nova Central Sindical de Trabalhadores), Intersindical e Conlutas, além do Movimento dos Trabalhadores sem Teto (MTST). 
 
De acordo com Orlando Guilhon, representante do FNDC-RJ e da FaleRio, cerca de dois mil trabalhadores e ativistas marcharam da Cinelândia até a sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (FIRJAN), numa demonstração de unidade e combatividade. Durante o ato, Guilhon defendeu a unificação das principais campanhas e lutas sociais em curso e destacou a importância de incluir a regulação democrática do setor de comunicação na pauta das reformas populares mais urgentes do país. “Nossa luta é por mais direitos, por uma mídia que mostre as lutas da classe trabalhadora, como essa que fazemos agora contra a terceirização, mas que nunca aparecem nas emissoras comerciais de rádio e TV do país com o destaque e o enfoque que merecem”, explicou.
 
Além das centrais sindicais, também participaram da manifestação, no Rio, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e dos Trabablhadores Sem-Teto (MTST), Marcha Mundial de Mulheres (MMM), Levante Popular da Juventude (LPJ) e Consulta Popular, além dos partidos PT, PCdoB, PCR, PSol, PCB e PSTU.